Eu quero um bebê, mas meu cônjuge não. O que devemos fazer?


Pergunta: "Eu quero um bebê, mas meu cônjuge não. O que devemos fazer?"

Resposta:
A Bíblia declara que os filhos são uma bênção. O Salmo 127:3 diz: "Herança do SENHOR são os filhos; o fruto do ventre, seu galardão." Isso é contrário à maneira como grande parte do mundo vê as crianças - como um obstáculo e um fardo. As crianças não devem ser vistas como uma responsabilidade que incomoda.

A falta de desejo de ter filhos muitas vezes resulta de motivos egoístas. Algumas pessoas não querem filhos porque querem se concentrar em si mesmas, em suas carreiras e em seu dinheiro. Elas não querem estar "amarradas" ou desistir de seus carros caros, mansões ou férias. Esse tipo de atitude é pecaminoso. Outras não querem filhos por medo de não conseguirem ser um bom pai ou mãe, de não terem condições de criar a criança adequadamente ou temem o próprio parto.

Sem conhecer as razões para não querer ter filhos, é difícil determinar se os sentimentos são "errados" ou não. Existem problemas de saúde? Existem problemas de infância ainda não resolvidos? Essas são coisas que devem ser discutidas entre os cônjuges e, se necessário, deve-se procurar aconselhamento matrimonial cristão.

Como cristãos, nossa devoção deve ser primeiramente a Deus, o qual diz que as crianças são uma bênção. Depois disso, o relacionamento mais importante é com nosso cônjuge. Se é muito importante que o cônjuge tenha filhos, isso deve ser considerado com uma atitude de respeito e submissão (ver Efésios 5:21-33). Praticamente falando, este é um tópico que deve ser amplamente discutido antes do casamento.

Se nos dedicarmos à oração, leitura da Bíblia e meditação, Deus revelará a Sua vontade se O colocarmos em primeiro lugar. Romanos 12:2 declara: "E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus."

English
Voltar à página principal em português

Eu quero um bebê, mas meu cônjuge não. O que devemos fazer?

Assine a pergunta da semana