Estamos vivendo no fim dos tempos?



 

Pergunta: "Estamos vivendo no fim dos tempos?"

Resposta:
Em certo sentido, temos estado nos "últimos dias" por séculos. Pedro refere-se ao tempo em que ele estava vivendo como "o fim dos tempos" (1 Pedro 1:20, ver Hebreus 1:2), e Paulo fala da igreja como aqueles "sobre quem os fins dos séculos têm chegado" (1 Coríntios 10:11). É nesta dispensação que a Palavra veio (João 1:14), nossa salvação foi assegurada (Hebreus 9:26), e o Espírito foi derramado (Atos 2:16-18). Estamos vivendo na era final antes de Deus julgar o mundo.

Entretanto, geralmente, quando as pessoas falam dos "últimos dias" ou dos "tempos finais", estão se referindo à tribulação e ao período bem antes, quando ocorrem os eventos apocalípticos descritos no livro de Apocalipse. A tribulação já começou? No momento da redação deste artigo, não, pois a igreja não foi arrebatada, e a tribulação ainda não começou. Estamos vivendo nos dias imediatamente anteriores ao arrebatamento e à tribulação? Possivelmente. A Bíblia profetiza muitos eventos que ocorrerão no fim dos tempos. Esses eventos podem ser categorizados como naturais, espirituais, sociológicos, tecnológicos e políticos. Embora talvez não possamos ver os eventos acontecendo diretamente, podemos ver os seus precursores. Assim como pequenos tremores geralmente precedem um maior terremoto, o mundo de hoje pode estar mostrando "pequenos choques" do que vem a seguir.

Lucas 21:11 enumera alguns dos sinais naturais que ocorrerão antes da segunda vinda de Jesus: "haverá grandes terremotos, epidemias e fome em vários lugares, coisas espantosas e também grandes sinais do céu." Claro que esse mundo caído tem visto muitos terremotos e outros desastres. A profecia de Jesus é que esses eventos se intensificarão à medida que o fim se aproxima. Em 13 anos, entre 1991 e 2004, só nos Estados Unidos ocorreram 5 de seus furacões mais terríveis da história, 3 de seus 4 maiores enxames de tornados na história, e 9 dos 10 maiores desastres conforme determinados pela FEMA. Nos últimos anos, vimos o furacão Sandy, que alguns chamaram de "tempestade perfeita". Quanto a grandes sinais do céu, em 2013 o meteoro Chelyabinsk explodiu sobre a Rússia e emitiu uma onda de choque poderosa que feriu cerca de 1.500 pessoas. Todos esses eventos podem ter sido um aquecimento ao final dos tempos - "princípio das dores", como Jesus os chamou (Mateus 24:8).

A Bíblia lista os sinais espirituais positivos e negativos. Em 2 Timóteo 4:3-4 descobrimos que muitas pessoas seguirão os falsos mestres. Vemos agora um aumento nas seitas, heresia, decepção e ocultismo, com muitos escolhendo seguir a nova era ou religiões pagãs. Do lado positivo, Joel 2:28-29 profetiza que haverá uma grande efusão do Espírito Santo. A profecia de Joel foi cumprida no dia de Pentecostes (Atos 2:16), e ainda estamos vendo os efeitos desse derramamento em avivamentos e movimentos cristãos liderados pelo Espírito, em pregações mundiais da mensagem do evangelho e no surgimento do judaísmo messiânico.

Junto com os sinais nos reinos naturais e espirituais, há também sinais na sociedade. A imoralidade desenfreada na sociedade de hoje é um sintoma da rebelião da humanidade contra Deus. O aborto, a homossexualidade, o abuso de drogas e o abuso de crianças são a prova de que "os homens perversos e impostores irão de mal a pior" (2 Timóteo 3:13). Vivemos agora numa sociedade hedonista e materialista. As pessoas são amantes de si mesmas - "cuidando apenas de si" - e fazendo o que é certo em seus próprios olhos. Todas estas coisas, e muitas mais, podem ser vistas ao nosso redor todos os dias (ver 2 Timóteo 3:1-4).

O cumprimento de algumas profecias dos últimos tempos parecia impossível até o advento da tecnologia moderna. Alguns dos julgamentos em Apocalipse são mais facilmente imaginados em uma era nuclear. Em Apocalipse 13, o Anticristo controlará o comércio ao forçar as pessoas a tomar a marca da besta e, dados os avanços de hoje em tecnologia de chip de computador, as ferramentas que a besta usará podem muito bem já estar aqui.

E há sinais políticos. A restauração de Israel em sua terra em 1948 é a mais impressionante profecia cumprida, o que prova que as coisas estão se ajeitando para os tempos finais. Na virada do século 20, ninguém teria sonhado que Israel estaria de volta em sua terra, muito menos ocupando Jerusalém. Jerusalém está definitivamente no centro da geopolítica e está sozinha contra muitos inimigos. Zacarias 12:3 confirma: “Naquele dia, farei de Jerusalém uma pedra pesada para todos os povos; todos os que a erguerem se ferirão gravemente; e, contra ela, se ajuntarão todas as nações da terra.” Mateus 24:6-7 prevê que, antes do tempo do fim, "se levantará nação contra nação, reino contra o reino". As "guerras e os rumores de guerras" são definitivamente características da presente era.

Estes são apenas alguns dos sinais de que estamos nos movendo em direção ao fim da era. Deus nos deu essas profecias porque não quer que ninguém pereça, e sempre dá amplo aviso antes de derramar a Sua ira (2 Pedro 3:9).

Estamos vivendo no fim dos tempos? O arrebatamento pode ocorrer a qualquer momento. O Dia do Juízo está chegando, e Deus lidará com o pecado neste mundo. A era da graça durará até então. João 3:36 diz: "Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus." Aqueles que não aceitam a Jesus Cristo como seu Salvador permanecerão sob a ira do Senhor.

A boa notícia é que não é tarde demais para escolher a vida eterna. Tudo o que é necessário é a aceitação, pela fé, do dom gratuito da salvação de Deus. Não há nada que você possa fazer para ganhar a graça de Deus; Jesus pagou o preço no seu lugar (Romanos 3:24). Você está pronto para o retorno do Senhor? Ou vai experimentar a Sua ira?


Voltar à página principal em português

Estamos vivendo no fim dos tempos?