O que significa usar vãs repetições na oração?


Pergunta: "O que significa usar vãs repetições na oração?"

Resposta:
Jesus disse no Sermão do Monte: "E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos" (Mateus 6:7). A palavra significa "vazia" ou "inútil"; então Jesus está nos advertindo de que repetir frases sem valor em nossas orações não as ajudará a serem ouvidas por Deus. Nosso Pai Celestial não se preocupa com a contagem de palavras, expressões poéticas ou mantras; Ele deseja a "verdade no íntimo" (Salmo 51:6).

Jesus ressalta que o uso de palavras repetitivas ou frases fórmulas é uma prática "idólatra" ou "pagã" e não deve fazer parte da oração cristã. Nossas orações devem ser mais como a breve e simples oração de Elias no Monte Carmelo e menos como as orações prolongadas e repetitivas dos profetas de Baal (ver 1 Reis 18:25-39).

Quando estamos orando, estamos conversando com Deus e adorando-o. É como uma conversa do coração. Muitas religiões - inclusive alguns ramos do Cristianismo – encorajam a repetição de orações memorizadas. Algumas igrejas até chegam a exigir que seus membros recitem uma certa oração um número específico de vezes a fim de que sejam absolvidos do pecado. Isso é paganismo e superstição; tais orações memorizadas são "repetições vãs" que não devem ter lugar na igreja. Jesus já expiou por nossos pecados de uma vez por todas (Hebreus 10:10), e podemos abordar o trono da graça corajosamente no mérito do sacrifício de Cristo (Hebreus 4:15-16), não por causa de nosso "muito falar" (Mateus 6:7).

É fácil se distrair com inúmeras repetições, repetindo as mesmas palavras em nossas orações em vez de pensar nas nossas palavras ou deixá-las vir do coração. Devemos nos concentrar em Deus em oração e honrá-lo em nossos corações. Em Isaías 29:13, Deus diz: "Visto que este povo se aproxima de mim e com a sua boca e com os seus lábios me honra, mas o seu coração está longe de mim... "

A advertência de Jesus contra repetições vãs significa que devemos evitar palavras ou repetições vãs ou sem sentido em nossas orações. Repetir certas coisas enche o tempo, mas não prova nossa devoção e nem melhora nossas chances de que Deus nos ouça. Devemos ensinar nossos filhos desde cedo a orar de maneira natural e conversacional, com reverência por Aquele a quem estão se dirigindo.

Ser persistente na oração não é o mesmo que usar repetições vãs. Não há nada de errado em orar pela mesma coisa mais de uma vez (ver 2 Coríntios 12:8). Afinal, Jesus nos ensinou que devemos "orar sempre e nunca esmorecer" (Lucas 18:1). Entretanto, entende-se que nossas orações são do coração, espontâneas e honram a Deus, e não apenas uma repetição de palavras escritas por outra pessoa.

A Bíblia nos ensina a orar em fé (Tiago 1:6), direcionando-nos diretamente a Deus (Mateus 6:9) e no nome de Jesus (João 14:13). Devemos oferecer nossas orações com reverência e humildade (Lucas 18:13), com perseverança (Lucas 18:1) e em submissão à vontade de Deus (Mateus 6:10). A Bíblia nos ensina a evitar orações que sejam hipócritas, destinadas a ser ouvidas apenas pelos homens (Mateus 6:5), ou que dependam de repetições vãs (Mateus 6:7).

English


Voltar à página principal em português

O que significa usar vãs repetições na oração?

Assine a pergunta da semana