settings icon
share icon
Pergunta

Se um homem tem várias esposas e se torna cristão, o que ele deve fazer?

Resposta


Como a poligamia é desaprovada na maioria das sociedades, essa não é uma questão em que muitas pessoas pensam. No entanto, ainda existem muitos lugares no mundo onde a poligamia é aceita. Muitos países muçulmanos permitem a poligamia. Um homem casado com várias esposas é algo comum em várias nações africanas. Mesmo nos Estados Unidos, existem algumas comunidades que endossam a poligamia. No entanto, praticamente todos os estudiosos da Bíblia concordam que a poligamia não é para os cristãos (veja Por que Deus permitiu a poligamia/bigamia na Bíblia?). O que, então, um polígamo deve fazer se colocar sua fé em Jesus Cristo e se tornar um cristão?

A maioria das pessoas imediatamente dá uma resposta como “ele deveria se divorciar de todas as suas esposas, exceto uma”. Embora isso pareça uma solução ética, a situação geralmente não é tão simples. Por exemplo, qual esposa ele mantém? Sua primeira esposa? Sua última esposa? Sua esposa favorita? A esposa que lhe deu mais filhos? E o que acontece com as esposas de quem se divorcia? Como elas se sustentam? Na maioria das culturas que permitem a poligamia, uma mulher previamente casada tem muito poucas oportunidades de se sustentar e ainda menos possibilidades de encontrar um novo marido. E o que acontece com os filhos dessas esposas? A situação é muitas vezes muito complicada. Raramente há uma solução simples.

Não acreditamos que a poligamia seja algo que Deus aprove nesta era. No entanto, a Bíblia em nenhum lugar dá explicitamente um comando “não casarás com várias esposas”. No Novo Testamento, um polígamo é inelegível para a liderança da igreja (1 Timóteo 3:2, 12; Tito 1:6), mas a poligamia em si não é proibida. A poligamia não era a intenção original de Deus (Gênesis 2:24; Efésios 5:22-33), mas também foi algo que Ele permitiu (veja os exemplos de Jacó, Davi e Salomão). O mais próximo que a Bíblia chega de proibir a poligamia é Deuteronômio 17:17, que é corretamente entendido como a ordem de Deus contra um rei de Israel tomar muitas esposas. No entanto, essa passagem não pode ser entendida como um comando de que nenhum homem possa tomar mais de uma esposa.

Então, se um homem tem várias esposas e se torna um cristão, o que ele deve fazer? Se a poligamia é ilegal onde mora, ele deve fazer o que for necessário para se submeter à lei (Romanos 13:1-7), enquanto ainda cuida de suas esposas e filhos. Se a poligamia é legal, mas ele está convencido de que é errado, ele deve se divorciar de todas, menos de uma esposa. No entanto, novamente, ele não deve negligenciar cuidar de todas elas e de seus filhos. São responsabilidade dele. Se a poligamia é legal e ele não tem convicção contra ela, ele pode permanecer casado com cada uma de suas esposas, tratando cada uma com amor, dignidade e respeito. Um homem que tomasse essa decisão seria barrado da liderança da igreja, mas não se pode dizer que ele esteja violando explicitamente qualquer mandamento das Escrituras.

English



Voltar à página principal em português

Se um homem tem várias esposas e se torna cristão, o que ele deve fazer?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries