settings icon
share icon
Pergunta

O que é terapia cognitivo-comportamental? Ela é bíblica?

Resposta


A terapia cognitivo-comportamental, amplamente utilizada hoje, surgiu da terapia comportamental. Embora muitos cristãos desconfiem da psicologia em geral, a teoria do comportamento cognitivo parece estar mais em sincronia com os princípios bíblicos. A seguir estão breves explicações da terapia cognitivo-comportamental e uma análise bíblica de seus conceitos.

Explicação da Terapia Cognitivo-Comportamental

Albert Ellis, Aaron Beck e Donald Meichenbaum estão associados à terapia cognitivo-comportamental. Como o nome sugere, a terapia cognitivo-comportamental é, de certa forma, uma expansão do behaviorismo. A teoria do comportamento cognitivo diz que as dificuldades humanas derivam do pensamento. Não é o evento, mas a crença de uma pessoa sobre esse evento que causa perturbação emocional. O objetivo desse tipo de terapia é desafiar pensamentos irracionais e ajudar os clientes a separar sua autoavaliação da avaliação de seu comportamento – ou seja, diferenciar a identidade de suas ações. Ao invés de ser o que você faz, você é um ser que faz coisas. A terapia cognitivo-comportamental visa ajudar os clientes a se aceitarem apesar das imperfeições.

A terapia cognitivo-comportamental baseia-se na visão de que os seres humanos têm potencial tanto para o pensamento racional quanto para o irracional. As pessoas são propensas a coisas positivas como felicidade, amor, pensamento, autopreservação, crescimento e autorrealização; elas também são propensas a negativos como erros repetidos, intolerância, evitação de pensamentos, auto-culpa e autodestruição. Os terapeutas cognitivo-comportamentais usam um modelo que compreende um “evento ativador” que leva a uma “crença” que leva a uma “consequência” emocional e comportamental. O ciclo é quebrado por uma “intervenção de disputa”, levando a um “efeito” e a um novo “sentimento”. Em essência, acredita-se que a perturbação emocional humana seja resultado da internalização do pensamento negativo. Através da reestruturação cognitiva, o auto-aperfeiçoamento é possível à medida que o pensamento irracional é substituído pelo pensamento construtivo.

Comentário Bíblico sobre Terapia Cognitivo-Comportamental

Romanos 12:2 e 2 Coríntios 10:5 são textos bíblicos de apoio para a abordagem cognitivo-comportamental. Deus nos instrui a guardar nossos pensamentos. Satanás é o "pai da mentira" (João 8:44); se nossas mentes não estão firmemente fundamentadas na verdade, então somos mais suscetíveis a seus enganos. Tiago 2:14 também fala de como nossas crenças afetam nossos comportamentos.

No entanto, existe o perigo de a teoria cognitivo-comportamental ser mais orientada para a utilidade da crença de um cliente do que para a sua verdade. Em vez de substituir mentiras pela verdade, a terapia cognitivo-comportamental simplesmente substitui pensamentos inúteis por úteis. Isso abre a porta para o relativismo.

A visão cognitivo-comportamental da natureza humana é imprecisa. A teoria está enraizada no naturalismo e, portanto, não conhece o espiritual e não aceita o conceito de Deus. Mesmo assim, de certa forma a visão cognitivo-comportamental alude ao fato de que os seres humanos possuem uma natureza pecaminosa. No entanto, também sugere que os humanos são capazes de autossalvação. Nós não somos. Revisar nossos pensamentos não nos salvará.

Ao mesmo tempo, o objetivo de autoaceitação da terapia cognitivo-comportamental não é inerentemente antibíblico. Somos aceitos por Deus em nossa imperfeição (Efésios 2:1-10; Colossenses 2:13; Romanos 5:6-8). No entanto, não somos deixados à imperfeição. É importante equilibrar a verdade de nossa justificação com o processo de santificação.

A terapia cognitivo-comportamental pode ter algumas técnicas úteis para os cristãos que procuram levar seus pensamentos cativos ou melhorar em outras áreas que exigem autocontrole. Também pode ser útil para revelar as mentiras do inimigo a fim de que os cristãos não sejam enganados em comportamentos autodestrutivos ou de auto-aversão. No entanto, para estarmos livres de pensamentos falsos e crescermos verdadeiramente, precisamos estar fundamentados na verdade de Deus e santificados pelo poder do Espírito Santo.

English



Voltar à página principal em português

O que é terapia cognitivo-comportamental? Ela é bíblica?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries