O que é a teologia filosófica?



 

Pergunta: "O que é a teologia filosófica?"

Resposta:
A teologia filosófica é um ramo da teologia em que os métodos filosóficos são utilizados para chegar a uma compreensão mais clara das verdades divinas. Existe um debate sobre se a teologia e a filosofia devem estar envolvidas no esforço do homem para chegar à verdade, ou se a revelação divina pode, ou deve, se manter sozinha. Ao longo dos séculos, tem havido várias teorias diferentes sobre o quão extensivamente os sistemas filosóficos devem ser aplicados aos conceitos teológicos. Alguns dizem que os dois devem ser absolutamente separados, que não têm nada a ver com o outro. Outros dizem que a filosofia e a razão são necessárias para que o homem entenda corretamente a revelação divina. Ainda outros tomam uma abordagem moderada, dizendo que a filosofia é uma ferramenta útil, mas que não deve ser totalmente confiada.

A teologia filosófica surgiu nos séculos 18 e 19, quando os pensadores positivistas, modernistas e iluministas atacaram o Cristianismo. Os teólogos queriam uma maneira de explicar e defender as suas crenças e descobriram que podiam usar métodos filosóficos para defender a revelação divina. O uso da filosofia para analisar e explicar a teologia não foi sem precedentes. Tomás de Aquino, Agostinho e outros teólogos da Antiguidade tinham usado as ideias de Aristóteles e Sócrates em seus escritos em um esforço para pensar e compreender os conceitos apresentados na Bíblia. Muitos apologistas modernos ainda usam argumentos filosóficos. Por exemplo, os argumentos teleológicos e ontológicos para a existência de Deus são enraizados firmemente na teologia filosófica.

A Bíblia diz que esquadrinhar um assunto, ou buscar a verdade que Deus tem ocultado, é glorioso (Provérbios 25:2). Deus nos deu a capacidade de argumentar, e não há nada de errado em estudar filosofia. Ao mesmo tempo, devemos ser cautelosos. Há muitos perigos espirituais no estudo da filosofia. Deus nos adverte para evitar "os falatórios inúteis e profanos e as contradições do saber, como falsamente lhe chamam" (1 Timóteo 6:20). As teorias feitas pelo homem e a especulação humana não podem acrescentar nada de valor à Palavra de Deus, a qual é suficiente para nos habilitar "para toda boa obra" (2 Timóteo 3:16-17). Jó e seus três amigos tentaram entender os caminhos de Deus através do raciocínio humano e falharam. No final, Deus lhes disse que estavam obscurecendo a revelação por "palavras sem conhecimento" (Jó 38:2).

A teologia filosófica é uma ferramenta que pode ser usada de maneira correta ou errada. É uma questão de motivo e prioridade: se tentarmos entender os caminhos e os pensamentos de Deus confiando em construções feitas pelo homem, ficaremos desapontados. O homem tem tentado provar a sua capacidade de se aproximar de Deus desde a torre de Babel. No entanto, se motivados pelo amor e pelo desejo de conhecer Deus, usarmos nossas mentes para entender melhor a Palavra, nosso estudo será recompensado. A filosofia não é a própria verdade, mas é subordinada à verdade. A filosofia pode se tornar uma ferramenta para compreender melhor a verdade. A inspirada e inerrante Palavra de Deus é de suprema importância. Qualquer filosofia humana deve ocupar um lugar secundário. A Bíblia é o juiz das nossas filosofias, e não o contrário (ver Hebreus 4:12).


Voltar à página principal em português

O que é a teologia filosófica?