De que maneiras ser um cristão é difícil?



 

Pergunta: "De que maneiras ser um cristão é difícil?"

Resposta:
Qualquer um que lhe diga que comprometer sua vida a Cristo a torna mais fácil não está dizendo a verdade. Satisfatória, sim. Mais alegre, absolutamente. Mas mais fácil? Não. De certa forma, a vida fica mais difícil depois de virmos a Cristo. A luta contra o pecado é mais pronunciada, por um lado. Preguiça, gula, palavrões, raiva, inveja, egocentrismo, materialismo, cobiça e questões de intimidade - as tentações parecem intermináveis. O mundo, a carne e o Diabo não desaparecem porque entramos em um relacionamento com Cristo.

A lista de pecados escrita há 2.000 anos em Gálatas 5:19-21 ainda é um terreno familiar para nós que vivemos no século XXI. Essa lista é seguida por outra lista - o fruto do Espírito: amor, alegria, paz, paciência, bondade, bondade, fidelidade, gentileza e autocontrole. É a mudança das obras da carne para o fruto do Espírito que pode ser difícil.

Aceitar Cristo como Salvador significa que recebemos uma justificação instantânea diante de Deus (Romanos 10:10). Somos reconciliados com Ele, e temos todos os direitos e privilégios legais de um filho ou filha (João 1:12). Agora temos um relacionamento com o Criador do universo.

O que muitas vezes é negligenciado é que também precisamos aceitar Cristo como Senhor. Ser um filho de Deus comprado pelo sangue significa que desistimos do direito a nós mesmos (1 Coríntios 6:20). Este é o ponto em que a santificação começa, e este processo de morrer para nós mesmos momento a momento continua enquanto vivermos em nossos corpos terrenos (Mateus 16:24).

A regeneração do Espírito desencadeia um sistema de alerta que nos permite saber que as coisas mudaram. Os comportamentos pecaminosos que uma vez achávamos bons já não mais são. O jeito antigo de viver passa a ser bem - antigo (2 Coríntios 5:17).

Ser um cristão é difícil porque agora devemos confrontar nossas vidas de uma cosmovisão diferente que vem com um novo conjunto de valores - os valores de Deus. Estamos imersos em um sistema mundial que promove seus ideais e difama qualquer pessoa que os rejeite. Antes de sermos salvos, automaticamente aceitamos o que o mundo diz. Não sabemos de nada diferente. Depois que somos salvos, nossos olhos estão abertos à verdade, e podemos perceber as mentiras do mundo. Lutar contra essas mentiras pode ser difícil.

Ser um cristão é difícil porque, uma vez que somos salvos, de repente estamos nadando à montante, contra a corrente do mundo que nos rodeia. Embora nossos apetites mudem, nossa santificação pode ser um processo difícil. Os amigos não nos compreendem mais; nossas famílias questionam nossos novos envolvimentos e associações. Aqueles que amamos muitas vezes se sentem rejeitados, irritados e defensivos. Eles não percebem por que não podemos continuar nos nossos antigos caminhos.

Ser cristão é difícil porque exige crescimento. Deus nos ama demais para deixar que continuemos da mesma forma. O crescimento pode ser doloroso às vezes, e geralmente não gostamos de deixar a nossa zona de conforto, mas a mudança positiva é sempre gratificante. À medida que crescemos em Cristo, percebemos que Deus não tem o desejo de que nos conformemos a um conjunto de regras. Ele nos quer por completos; Ele quer uma vida crucificada, totalmente dada a Ele. Aprendemos através da obediência e da confiança a encontrar descanso em Sua orientação.

Ser um cristão é difícil porque devemos constantemente dizer "não" aos nossos próprios desejos carnais e ceder ao Espírito. Aprendemos a lidar com conflitos com graça, em vez de retaliação. Aprendemos a perdoar, ao invés de guardar rancores. Aprendemos a substituir as emoções vacilantes que uma vez chamamos de amor com o amor verdadeiro e incondicional. Crescemos através da oportunidade de morrer a nós mesmos diariamente, para nos tornar obedientes.

Sim, ser cristão é difícil de muitas maneiras. No entanto, essa é apenas metade da história. As dificuldades enfrentadas pelos crentes não são abordadas sozinhas. Todo desafio é enfrentado através do poder de Cristo que vive dentro de nós (Filipenses 4:13). O seguidor fiel de Cristo nunca está completamente sobrecarregado (2 Coríntios 4:8-9).

Há recompensas definitivas e eternas ao seguidor de Cristo (Lucas 18:29-30). Aprendemos com a experiência de que os caminhos de Deus são melhores, mais seguros e mais confiáveis do que os caminhos do mundo. Nossa obediência confiante em Deus torna-se o caminho para uma vida transformada e abundante (João 10:10).


Voltar à página principal em português

De que maneiras ser um cristão é difícil?