Qual é o propósito do casamento?


Pergunta: "Qual é o propósito do casamento?"

Resposta:
É necessário que um cristão se case? Qual é o propósito do casamento? A Bíblia tem muito a dizer sobre esse assunto. Como o primeiro casamento foi entre o primeiro homem e a primeira mulher, supõe-se que o casamento seja a vontade de Deus para a maioria das pessoas. Foi instituído na dispensação da inocência e, portanto, é uma instituição sagrada. A primeira razão que a Bíblia dá para a existência do casamento é simples: Adão estava sozinho e precisava de uma auxiliadora (Gênesis 2:18). Este é o objetivo principal do casamento - comunhão, companheirismo e ajuda e conforto mútuos.

Um dos propósitos do casamento é criar um lar estável no qual as crianças possam crescer e prosperar. O melhor casamento é entre dois crentes (2 Coríntios 6:14) que possam produzir descendentes piedosos (Malaquias 2:13-15). Em Malaquias, Deus diz aos israelitas que não aceitaria suas ofertas porque foram infiéis às esposas de sua juventude. Isso mostra o quanto Deus se importa em manter o casamento intacto. Não só isso, mas Ele diz que estava buscando “a descendência que prometera”. Esta é uma passagem intrigante, e tem sido interpretada como significando a) que descendentes piedosos são o propósito do casamento; b) que um bom casamento entre duas pessoas piedosas significará que qualquer criança que tenham tenderá a ser piedosa também; c) que Deus queria que os israelitas fossem fiéis às suas esposas, em vez de deixá-las pelas mulheres estrangeiras que produziriam descendentes ímpios por causa da idolatria dessas nações; e d) que o próprio Deus queria que Sua própria descendência (o povo) demonstrasse a piedade por meio de sua fidelidade. Em qualquer dessas interpretações, vemos um tema comum: os filhos de pessoas fiéis tenderão a ser fiéis também.

O casamento não só ensina as crianças a serem fiéis, mas também dá-lhes um ambiente estável para aprender e crescer. Além disso, o casamento tem um efeito santificador nos dois cônjuges quando se submetem à lei de Deus (Efésios 5). Todo casamento tem momentos difíceis ou dinâmicas difíceis. Quando duas pessoas pecadoras estão tentando criar uma vida juntas, elas devem se submeter ao mandamento de Deus de amar uns aos outros como Deus nos amou – sem egoísmo (1 João 3:16). Nossas tentativas de seguir os comandos de Deus em nossa própria força tendem a terminar em fracasso, e esse fracasso tende a tornar o crente mais consciente de sua dependência em Deus e mais aberto à obra do Espírito nele, o que tende a resultar em piedade. E a piedade nos ajuda a seguir os mandamentos de Deus. Assim, o casamento é muito útil para quem tenta viver uma vida piedosa; ajuda a limpar o coração do egoísmo e de outras impurezas.

O casamento também protege os indivíduos da imoralidade sexual (1 Coríntios 7:2). O mundo em que vivemos é cheio de imagens, insinuações e tentações sexuais. Mesmo que uma pessoa não persiga o pecado sexual, ele persegue-a e é muito difícil escapar dele. O casamento proporciona um lugar saudável para expressar a sexualidade, sem se abrir ao grave dano emocional (e muitas vezes físico) que é causado por relacionamentos sexuais casuais e não comprometidos. É claro que Deus criou o casamento para o nosso bem (Provérbios 18:22), para nos fazer felizes, para promover uma sociedade mais saudável e para produzir santidade em nossas vidas.

Finalmente, o casamento é uma bela imagem da relação entre Cristo e Sua igreja. O corpo de crentes que compõem a Igreja é chamado coletivamente de noiva de Cristo. Como Noivo, Jesus deu a vida por sua noiva, “para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra” (Efésios 5:25–26), e seu ato generoso é um exemplo para todos os maridos. Na segunda vinda de Cristo, a igreja será unida ao Noivo, a “cerimônia de casamento” oficial ocorrerá e, com ela, a eterna união de Cristo e sua noiva será realizada (Apocalipse 19:7-9; 21:1–2).

English
Voltar à página principal em português

Qual é o propósito do casamento?

Assine a pergunta da semana