O que são as portas do inferno?

O que são as portas do inferno?


Pergunta: "O que são as portas do inferno?"

Resposta:
A frase “portas do inferno” ou “portas do Hades” é encontrada apenas uma vez em todas as Escrituras, em Mateus 16:18. Nesta passagem, Jesus está se referindo à construção de Sua igreja: “Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16:18).

Naquela época, Jesus ainda não havia estabelecido a Sua igreja. De fato, esta é a primeira instância da palavra igreja no Novo Testamento. A palavra igreja, como usada por Jesus, é derivada do grego ekklasia, que significa “chamado” ou “assembleia”. Em outras palavras, a igreja que Jesus está referenciando como Sua igreja é a assembleia de pessoas que foram chamadas para fora do mundo pelo evangelho de Cristo.

Os estudiosos bíblicos debatem o verdadeiro significado da frase “e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. Uma das melhores interpretações para o seu significado é a seguinte. Nos tempos antigos, as cidades eram cercadas por muros com portões e, em batalhas, os portões dessas cidades costumavam ser o primeiro lugar que seus inimigos atacavam. Isso se dava porque a proteção da cidade era determinada pela força ou poder de seus portões.

Como tal, as “portas do inferno” ou “portas de Hades” significam o poder do Hades. O nome “Hades” era originalmente o nome do deus que presidia o reino dos mortos e era muitas vezes referido como a “casa do Hades”. Ele designava o lugar para o qual todos os que partem desta vida desciam, independentemente do seu caráter moral. No Novo Testamento, Hades é o reino dos mortos, e neste versículo, Hades ou inferno é representado como uma cidade poderosa com seus portões representando o seu poder.

Jesus se refere aqui a Sua morte iminente. Embora seria crucificado e sepultado, Ele ressuscitaria dos mortos e edificaria a Sua igreja. Jesus está enfatizando o fato de que os poderes da morte não poderiam detê-lo. Não somente a igreja seria estabelecida apesar dos poderes do Hades ou do inferno, mas ela iria prosperar apesar desses poderes. A igreja nunca falhará, embora geração após geração sucumba ao poder da morte física, outras gerações surgirão para perpetuar a igreja. E continuará até que cumpra sua missão na terra como Jesus ordenou:

“Toda a autoridade me foi dada no céu e na terra. Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado. E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mateus 28:18–20).

É claro que Jesus estava declarando que a morte não tem poder para manter cativo o povo de Deus. Seus portões não são fortes o suficiente para dominar e manter presa a igreja de Deus. O Senhor venceu a morte (Romanos 8:2; Atos 2:24). E porque "a morte já não tem domínio sobre ele" (Romanos 6:9), já não é mais mestre sobre aqueles que pertencem a Ele.

Satanás tem o poder da morte e sempre usará esse poder para tentar destruir a igreja de Cristo. No entanto, temos essa promessa de Jesus de que a Sua igreja, os “chamados”, prevalecerá: “Ainda por um pouco, e o mundo não me verá mais; vós, porém, me vereis; porque eu vivo, vós também vivereis” (João 14:19).

English
Voltar à página principal em português

O que são as portas do inferno?

Assine a pergunta da semana