Por que Deus nos testa?



 

Pergunta: "Por que Deus nos testa?"

Resposta:
Quando perguntamos por que Deus nos prova ou permite que sejamos testados, estamos admitindo que o teste, de fato, vem dEle. Quando Deus testa os seus filhos, Ele faz uma coisa valiosa. Davi buscou ser testado por Deus, pedindo-lhe que examinasse o seu coração e mente e avaliasse se eram realmente fiéis a Ele (Salmo 26:2; 139:23). Quando Abrão foi testado por Deus na questão de sacrificar Isaque, Abrão obedeceu (Hebreus 11:17-19) e mostrou a todo o mundo que é o pai da fé (Romanos 4:16).

Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, as palavras traduzidas como "teste" significam "testar por provação." Portanto, quando Deus testa os seus filhos, o seu propósito é provar que a nossa fé é real. Não que Deus precise provar para si mesmo, uma vez que já sabe todas as coisas, mas Ele está provando a nós que a nossa fé é real, que somos verdadeiramente os seus filhos, e que nenhuma provação vai superar a nossa fé.

Em sua parábola do Semeador, Jesus identifica os que se afastam como aqueles que recebem a semente da Palavra de Deus com alegria, mas, quando um período de provação chega, eles se afastam. Tiago diz que provar a nossa fé produz perseverança, o que leva à maturidade em nossa caminhada com Deus (Tiago 1:3-4). Tiago passa a dizer que o teste é uma bênção, porque quando ele termina e temos sido "aprovados", vamos receber "a coroa da vida, a qual o Senhor prometeu aos que o amam" (Tiago 1:12). Provações vêm do nosso Pai celestial, que faz com que todas as coisas cooperem para o bem daqueles que o amam e são chamados a ser seus filhos (Romanos 8:28).

Os testes ou provações pelos quais passamos podem vir de várias formas. Tornar-se cristão muitas vezes nos obriga a sair da nossa zona de conforto rumo ao desconhecido. A perseverança durante a provação resulta em maturidade espiritual e completude. É por isso que Tiago escreveu: "Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações" (Tiago 1:2). O teste de fé pode vir através de pequenas formas e irritações diárias; eles também podem ser graves aflições (Isaías 48:10) e ataques de Satanás (Jó 2:7). Qualquer que seja a fonte dos testes, é para o nosso bem sofrer as provações que Deus permite.

A narrativa de Jó é um exemplo perfeito de Deus permitindo que um dos seus santos fosse testado pelo diabo. Jó suportou todas as suas provações com paciência e "Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma" (Jó 1:22). No entanto, a narrativa da sua provação é evidência de que a capacidade de Satanás de nos tentar é limitada pelo controle soberano de Deus. Nenhum demônio pode testar ou afligir-nos além do que Deus ordenou. Todas as nossas provações trabalham para alcançar o propósito perfeito de Deus e o nosso benefício.

Há muitos exemplos de resultados positivos de ser testado. O salmista compara a nossa provação com a prata sendo refinada (Salmo 66:10). Pedro fala de nossa fé como "muito mais preciosa do que o ouro" e é por isso que "sejais contristados por várias provações" (1 Pedro 1:6-7). Ao testar a nossa fé, Deus nos faz crescer em discípulos fortes que realmente vivem pela fé e não pelo que vemos (2 Coríntios 5:7).

Quando passamos pelas dificuldades da vida, devemos ser como a árvore que escava suas raízes cada vez mais profundamente para uma maior aderência na terra. Temos de "cavar nossas raízes" mais profundamente na Palavra de Deus e nos apegar a suas promessas para que possamos enfrentar quaisquer tempestades que possam surgir em nosso caminho.

Mais confortante de tudo, sabemos que Deus nunca nos permitirá que sejamos testados além de nossa capacidade de lidar com o seu poder. A sua graça é suficiente para nós, e o seu poder se aperfeiçoa na fraqueza (2 Coríntios 12:9). E é por isso, disse Paulo, "que sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias, por amor de Cristo. Porque, quando sou fraco, então, é que sou forte."


Voltar à página principal em português

Por que Deus nos testa?