Por que Deus nos ama?



 

Pergunta: "Por que Deus nos ama?"

Resposta:
Esta pergunta curta é uma das questões mais profundas já feitas. E nenhum ser humano jamais seria capaz de respondê-la suficientemente. No entanto, uma coisa é certa. Deus não nos ama porque somos amáveis ou porque merecemos o seu amor. Na verdade, o oposto é verdadeiro. O estado da humanidade desde a queda é um de rebelião e desobediência. Jeremias 17:9 descreve a condição interior do homem: "Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?" O nosso ser mais íntimo é tão corrompido pelo pecado que ainda não percebemos a extensão em que o pecado nos manchou. Em nosso estado natural, não buscamos a Deus; não desejamos a Deus e nem o amamos. Romanos 3:10-12 apresenta claramente o estado natural da pessoa não regenerada: "Não há justo, nem um sequer, não há quem entenda, não há quem busque a Deus; todos se extraviaram, à uma se fizeram inúteis; não há quem faça o bem, não há nem um sequer." Como então é possível que um Deus santo, justo e perfeito ame essas criaturas? Para entender isso, devemos entender algo sobre a natureza e o caráter de Deus.

Primeiro João 4:8 e 16 nos dizem que "Deus é amor." Nunca foi uma declaração mais importante do que essa feita - Deus é amor. Esta é uma declaração profunda. Deus não apenas ama; Ele é amor. A sua natureza e essência são o amor. O amor permeia o seu próprio ser e infunde todos os seus outros atributos, até mesmo a sua ira e fúria. Porque a própria natureza de Deus é amor, Ele tem de demonstrar amor, assim como deve demonstrar todos os seus atributos, pois isso o glorifica. Glorificar a Deus é o maior, o melhor e o mais nobre de todos os atos, por isso, naturalmente, glorificar a si mesmo é o que Ele deve fazer porque Ele é o maior e o melhor, e merece toda a glória.

Uma vez que a natureza essencial de Deus é amar, Ele demonstra o seu amor quando escolhe esbanjá-lo em pessoas que não merecem e estão em rebelião contra Ele. O amor de Deus não é um sentimento viçoso, sentimental ou romântico. Pelo contrário, é o amor ágape, o amor de auto-sacrifício. Ele demonstra esse amor sacrificial ao enviar o seu Filho na cruz para pagar a pena pelos nossos pecados (1 João 4:10), por nos atrair a si mesmo (João 6:44), por nos perdoar de nossa rebelião contra Ele, e ao enviar o seu Espírito Santo para habitar dentro de nós, permitindo-nos assim amar como Ele ama. Ele fez isso apesar do fato de que nós não merecemos. "Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores" (Romanos 5:8).

O amor de Deus é pessoal. Ele conhece a cada um de nós individualmente e nos ama pessoalmente. O seu é um poderoso amor que não tem começo nem fim. É esta experiência do amor de Deus que distingue o Cristianismo de todas as outras religiões. Por que Deus nos ama? É por causa de quem Ele é: "Deus é amor".


Voltar à página principal em português

Por que Deus nos ama?