settings icon
share icon
Pergunta

Qual é o pior pecado?

Resposta


No que se refere à santidade de Deus, todo pecado é o mesmo. Todo pecado, da raiva ao assassinato, da mentira ao adultério, levará à condenação eterna (Tiago 4:17; Romanos 6:23). Todo pecado, não importa quão “pequeno”, vai contra a natureza e a vontade de um Deus infinito e eterno e, portanto, merece um castigo infinito e eterno (Isaías 13:11). Nesse sentido, não existe o “pior” pecado.

Não só Deus odeia o pecado porque vai contra a Sua vontade para nós, mas também porque o pecado nos separa dEle (Isaías 59:2; Jeremias 5:25). Deus não quer que nos separemos dEle. Felizmente, o Senhor providenciou uma maneira de “nos purificar de toda injustiça” (1 João 1:8–10) por meio do Seu Filho, Jesus Cristo (João 3:17). 1 Timóteo 2:4 diz que o nosso Pai Celestial “deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade.” O seu pecado não precisa significar a sua condenação – não importa o quão terrível você ache que seja (veja Romanos 8:1).

Assim como não há pecado pequeno demais que não mereça punição, não há pecado tão “grande” que Deus não possa perdoar. Quando uma prostituta arrependida veio a Jesus, ela encontrou graça; Jesus então disse aos espectadores: “Por isso, te digo: perdoados lhe são os seus muitos pecados” (Lucas 7:47). Jesus morreu para pagar a pena pelo pecado (João 3:16; 1 João 2:2). 2 Coríntios 5:21 nos diz que “Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.” Para o crente, não há pecado que o sacrifício de Jesus não cubra; não há pecado que Deus não possa perdoar, mesmo que o consideremos o “pior” (veja 1 Timóteo 1:15).

É verdade que alguns pecados terão consequências terrenas maiores do que outros. O assassinato, por exemplo, terá um efeito muito pior do que sentir ódio no coração. Um mentiroso crônico em uma posição de autoridade terá um efeito negativo mais amplo do que a criança que mente para sua mãe sobre roubar biscoitos antes do jantar. Pecado é pecado, mas pode ter diferentes graus de severidade, e alguns pecados exigem penas piores do que outros neste mundo.

Como crentes, devemos odiar o pecado tanto quanto Deus o odeia. Somos “todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas” (1 Tessalonicenses 5:5). Deus nos separou como “nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus” (1 Pedro 2:9). A santidade não é conquistada; antes, é dada pelo Espírito Santo conforme Ele nos santifica (2 Tessalonicenses 2:13; 1 Pedro 1:15-16). Os cristãos ainda pecarão, mas Deus promete nos ajudar na luta pela justiça (1 Coríntios 1:8).

Não caia na armadilha de comparar pecados, julgar os outros por pecados “piores” que os seus, ou usar a aparente trivialidade de um pecado quando comparado com outro como desculpa para fazê-lo. A sua primeira preocupação deve ser o seu próprio pecado – não o pecado daqueles ao seu redor (Mateus 7:4–5). O padrão de Deus não é como você se compara com outras pessoas, mas como você se compara com Cristo.

O pecado de cada pessoa é um reflexo do que está em seu coração (Mateus 12:34) e emerge através dos seus pensamentos, palavras e ações. Deus julga todos esses aspectos de nossas vidas e disciplinará os Seus filhos com justiça e amor quando pecarem (Provérbios 3:11–12; Hebreus 12:5–11). A disciplina de Deus pode assumir várias formas, dependendo da situação de cada pessoa, para trazer arrependimento e renovação da comunhão com Deus. No final, um crente que peca e experimenta disciplina sairá com uma fé mais forte, um relacionamento renovado com Deus, a sabedoria da experiência e paciência (Tiago 1:2-4).

Existe um “pior” pecado? As consequências terrenas de vários pecados variam, mas a perspectiva do céu é diferente. 1 Coríntios 6:9–10 lista vários pecados que impedirão uma pessoa de herdar o reino de Deus. Nessa lista estão alguns pecados que as pessoas gostam de classificar como “piores” do que outros, mas Paulo trata todos eles como igualmente condenáveis. O mesmo é verdade em Apocalipse 21:8, uma lista de pecados que condenam as pessoas ao lago de fogo – a mentira é colocada ao lado da feitiçaria e da idolatria. Todo pecado é igualmente mau aos olhos de Deus; o padrão é a gloriosa perfeição do Seu Filho, e todos nós ficamos aquém disso (Romanos 3:23). Precisamos da justiça de Cristo e, louvado seja, é isso que Ele nos dá quando cremos (Romanos 3:26; 4:5). Em última análise, podemos dizer que o “pior” pecado é a incredulidade. Rejeitar o Salvador é aceitar a penalidade pelo próprio pecado. Mas nenhum pecado condenará um crente nascido de novo em Jesus Cristo, porque a penalidade já foi paga (1 Pedro 2:24).

English



Voltar à página principal em português

Qual é o pior pecado?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries