Quais foram os principais eventos na vida de Jesus Cristo (parte 3)?


Pergunta: "Quais foram os principais eventos na vida de Jesus Cristo (parte 3)?"

Resposta:
A seguir estão os principais eventos da vida de Cristo e os livros da Bíblia onde cada um é descrito: (Parte 3)

Última Ceia: (Mateus 26:1-30; Marcos 14:12-26; Lucas 22:7-38; João 13:1-38) — Este comovente último encontro com Seus discípulos, a quem Ele amava, começa com uma lição objetiva de Jesus. Os discípulos tinham discutido sobre quem entre eles era o maior (Lucas 22:24), exibindo sua perspectiva distintamente ímpia. Jesus levantou-se em silêncio e começou a lavar os pés deles, tarefa normalmente desempenhada pelo escravo mais baixo e mais servil. Através deste ato simples, Ele lembrou-lhes que Seus seguidores são aqueles que servem uns aos outros, não aqueles que esperam ser servidos. Ele prosseguiu explicando que, a menos que o Cordeiro de Deus purificasse o pecado de uma pessoa, essa pessoa nunca estaria limpa: "Se eu não te lavar, não tens parte comigo" (João 13:8). Durante a Última Ceia, Jesus também identifica o traidor, Judas, que O denunciaria às autoridades e causaria Sua prisão. Os discípulos ficaram tristes quando Jesus disse que um deles O trairia e se perguntaram qual deles poderia ser. Eles ainda estavam confusos quando Jesus confirmou que era Judas, a quem Ele instruiu para sair e fazer rapidamente o que tinha que fazer. Depois da partida de Judas, Jesus instituiu a Nova Aliança em Seu sangue e deu um novo mandamento de que aqueles que O seguem devem amar uns aos outros e viver pelo poder do Espírito Santo. Lembramo-nos da entrega de Jesus da Nova Aliança cada vez que entramos na ordenança cristã de comunhão, celebrando o corpo de Cristo que foi quebrado por nós e Seu sangue que foi derramado por nós.

Prisão no Getsêmani: (Mateus 26:36-56; Marcos 14:32-50; Lucas 22:39-54; João 18:1-12) — Depois da Última Ceia, Jesus levou os discípulos ao jardim do Getsêmani, onde várias coisas aconteceram. Jesus separou-se deles para orar, pedindo-lhes que vigiassem e orassem também. No entanto, várias vezes Ele voltou para encontrá-los dormindo, vencidos pelo cansaço e pesar diante da perspectiva de perdê-lo. Quando orou, Jesus pediu ao Pai para remover a taça da ira que estava prestes a beber quando Deus derramasse sobre Ele o castigo pelos pecados do mundo. Não obstante, como em todas as coisas, Jesus Se submeteu à vontade de Seu Pai e começou a preparar-Se para a Sua morte, fortalecido por um anjo enviado para ministrar a Ele em Suas últimas horas. Judas chegou com uma multidão e identificou Jesus com um beijo, e Jesus foi preso e levado para Caifás para o primeiro de uma série de julgamentos simulados.

Crucificação e sepultamento: (Mateus 27:27-66; Marcos 15:16-47; Lucas 23:26-56; João 19:17-42) — A morte de Jesus na cruz foi a culminação do Seu ministério na terra. É a razão pela qual Ele nasceu como homem — para morrer pelos pecados do mundo, para que aqueles que nEle creem não pereçam, mas tenham a vida eterna (João 3:16-18). Depois de ser encontrado inocente de todas as acusações contra Ele, Jesus foi, no entanto, entregue aos romanos para ser crucificado. Os eventos daquele dia são registrados como incluindo Seus sete últimos dizeres, o escárnio e insultos dos soldados e da multidão, o lançamento de sortes entre os soldados por Suas roupas e três horas de escuridão. No momento em que Jesus entregou Seu espírito, houve um terremoto, e o enorme e pesado véu do Santuário que separa o Santo dos Santos do resto do templo foi rasgado de alto a baixo, significando que o acesso a Deus agora estava aberto a todos os que acreditam em Jesus. O corpo de Jesus foi retirado da cruz, colocado em um túmulo emprestado e deixado lá até depois do sábado.

Ressurreição: (Mateus 28:1-10; Marcos 16:1-11; Lucas 24:1-12; João 20:1-10). A Bíblia não registra tanto sobre a ressurreição em si quanto registra sobre o túmulo vazio e a notícia de que Jesus havia ressuscitado. Também fala dEle aparecendo para muitos. Nós descobrimos que Jesus ressuscitou dos mortos quando as mulheres vieram ao sepulcro onde Ele tinha sido colocado para preparar Seu corpo para o sepultamento. Cada Evangelho oferece detalhes diferentes sobre a narrativa. Em suma, a tumba estava vazia, as mulheres estavam desorientadas e anjos anunciaram-lhes que Jesus havia ressuscitado. Jesus apareceu para elas. Pedro e João também verificaram que a tumba estava vazia e Jesus também apareceu aos discípulos.

Aparições pós-ressurreição: (Mateus 28:1-20; Marcos 16:1-20; Lucas 24:1-53; João 20:1-21: 25; Atos 1:3; 1 Coríntios 15:6) — Durante os quarenta dias entre a crucificação e Sua ascensão, Jesus apareceu várias vezes a 500 de Seus discípulos e outros. Ele apareceu primeiro para as mulheres perto da tumba que vieram preparar Seu corpo para o enterro, depois para Maria Madalena, a quem declarou que ainda não havia ascendido ao Pai. Jesus apareceu novamente a dois homens na estrada para Emaús e, ao comer e conversar com eles, eles O reconheceram. Os homens retornaram a Jerusalém, encontraram os discípulos e testificaram de seu encontro com Jesus. Ele atravessou uma parede e apareceu aos discípulos em Jerusalém, onde o "duvidoso Tomé" recebeu prova, e novamente na Galileia, onde viram outro milagre. Embora tivessem pescado a noite toda e não pego nada, Jesus lhes ordenou que baixassem as redes mais uma vez. Dessa vez, suas redes ficaram cheias de peixes. Jesus preparou-lhes o café da manhã e ensinou-lhes muitas verdades importantes. Pedro recebeu a instrução para alimentar as ovelhas do Senhor e foi-lhe dito o tipo de morte que sofreria. Neste momento, também receberam a Grande Comissão.

Ascensão: (Marcos 16:19-20; Lucas 24:50-53; Atos 1:9-12) — O ato final de Jesus na terra foi Sua ascensão ao céu na presença dos discípulos. Ele foi levado em uma nuvem que O ocultou da visão deles, mas dois anjos vieram dizer-lhes que Ele retornaria um dia de maneira semelhante. Por enquanto, Jesus está sentado à direita de Seu Pai no céu. O ato de sentar-se significa que Sua obra está feita, assim como Ele afirmara antes de morrer na cruz quando disse: "Está consumado". Não há mais nada a ser feito para assegurar a salvação daqueles que nEle creem. Sua vida na terra acabou, o preço foi pago, a vitória foi conquistada e a própria morte foi derrotada. Aleluia!

"Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez. Se todas elas fossem relatadas uma por uma, creio eu que nem no mundo inteiro caberiam os livros que seriam escritos" (João 21:25).

English


Voltar à página principal em português

Quais foram os principais eventos na vida de Jesus Cristo (parte 3)?

Assine a pergunta da semana