Quais foram os principais eventos na vida de Jesus Cristo (parte 1)?


Pergunta: "Quais foram os principais eventos na vida de Jesus Cristo (parte 1)?"

Resposta:
Os seguintes são os principais eventos na vida de Cristo e os livros da Bíblia onde cada um é descrito (Parte 1):

Nascimento: (Mateus 1—2; Lucas 2) — Dentro dessas passagens estão todos os elementos da conhecida história de Natal e do início da vida terrena de Cristo. Maria e José, nenhum lugar na hospedaria, o bebê na manjedoura, os pastores com seus rebanhos, uma multidão de anjos se alegrando. Também vemos magos do Oriente seguindo a estrela até Belém e levando presentes para o menino Jesus, e José, Maria e Jesus escapam para o Egito e depois voltam para Nazaré. Essas passagens também incluem Jesus sendo apresentado no templo aos oito dias de idade e, aos doze anos de idade, permanecendo no templo, conversando com os mestres lá. A história do nascimento do Salvador dois mil anos atrás é surpreendente, repleta de detalhes requintados e significativos apreciados por aqueles que estavam presentes, assim como por crentes milênios depois. Mas a história de Deus vindo à Terra como homem começou milhares de anos antes com as profecias da vinda do Messias. Deus falou de um Salvador em Gênesis 3:15. Séculos depois, Isaías predisse que uma virgem conceberia e teria um filho e chamaria seu nome de Emanuel, que significa "Deus conosco" (Isaías 7:14). O primeiro dos eventos-chave na vida de Cristo é o começo humilde em um estábulo, quando Deus veio para estar conosco, nascido para libertar Seu povo e nos salvar de nossos pecados.

Batismo: (Mateus 3:13-17; Marcos 1:9-11; Lucas 3:21-23) — O batismo de Jesus por João Batista no rio Jordão é o primeiro ato de Seu ministério público. O batismo de João era um de arrependimento e, embora Jesus não precisasse desse batismo, Ele consentiu a fim de identificar-se com os pecadores. De fato, quando João hesitou em batizar Jesus, afirmando que ele é que deveria ser batizado por Jesus, Jesus insistiu. Jesus disse: "Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça", assim João fez conforme solicitado (Mateus 3:13-15). Em Seu batismo, Jesus se identificou com os pecadores cujos pecados Ele logo carregaria na cruz onde trocaria Sua justiça pelos pecados deles (2 Coríntios 5:21). O batismo de Cristo simbolizou Sua morte e ressurreição, prefigurou e deu importância ao batismo cristão e publicamente identificou a Cristo com aqueles por quem Ele morreria. Além disso, Sua identidade como o tão esperado Messias foi confirmada pelo próprio Deus que falou do céu: "Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo" (Mateus 3:17). Por último, o batismo de Jesus foi a cena da primeira aparição da Trindade ao homem. O Filho foi batizado, o Pai falou e o Espírito Santo desceu como uma pomba. O mandamento do Pai, a obediência do Filho e o poder do Espírito Santo apresentam uma bela imagem do ministério e da vida de Cristo.

Primeiro milagre: (João 2:1-11) — É apropriado que o Evangelho de João seja o único a registrar o primeiro milagre de Jesus. O relato de João sobre a vida de Cristo tem como tema e propósito revelar a divindade de Cristo. Este evento, onde Jesus transforma a água em vinho, mostra Seu poder divino sobre os elementos da terra, o mesmo poder que seria revelado novamente em muitos outros milagres de cura e no controle dos elementos como o vento e o mar. João continua a nos dizer que este primeiro milagre teve dois resultados — a glória de Cristo foi manifestada e os discípulos creram nEle (João 2:11). A natureza divina e glorificada de Cristo estava oculta quando Ele assumiu a forma humana, mas em casos como este milagre, Sua verdadeira natureza irrompeu e se manifestou a todos os que tinham olhos para ver (Mateus 13:16). Os discípulos sempre acreditaram em Jesus, mas os milagres ajudaram a fortalecer a sua fé e prepará-los para os tempos difíceis que estavam por vir.

Sermão da Montanha: (Mateus 5:1-7:29) — Talvez o sermão mais famoso de todos os tempos tenha sido pregado por Jesus a Seus discípulos no início de Seu ministério público. Muitas frases memoráveis que conhecemos hoje vieram deste sermão, incluindo "bem-aventurados os humildes, porque herdarão a terra", "sal da terra", "olho por olho", "os lírios do campo", "peça e você receberá", e "lobos em pele de cordeiro", assim como os conceitos de ir além da primeira milha, dar a outra face e a mão esquerda não saber o que a mão direita está fazendo. Também nesse sermão encontra-se a oração do Senhor. Mais importante ainda, porém, o Sermão da Montanha desferiu um golpe devastador para os fariseus e sua religião de justiça por obras. Ao expor o espírito da Lei e não apenas a letra dela, Jesus não deixou dúvidas de que o legalismo é inútil para a salvação e que, de fato, as exigências da Lei são humanamente impossíveis de cumprir. Ele termina o sermão com um chamado à verdadeira fé para a salvação e um aviso de que o caminho para essa salvação é estreito e poucos o encontram. Jesus compara aqueles que ouvem Suas palavras e as colocam em prática com os sábios construtores que constroem suas casas sobre uma base sólida; quando as tempestades vêm, suas casas resistem.

English


Voltar à página principal em português

Quais foram os principais eventos na vida de Jesus Cristo (parte 1)?

Assine a pergunta da semana