O que significa permanecer em Cristo?


Pergunta: "O que significa permanecer em Cristo?"

Resposta:
"Permanecer" é viver, continuar ou ficar. Portanto, permanecer em Cristo é viver ou permanecer nEle. Quando uma pessoa é salva, diz-se que ela está "em Cristo" (Romanos 8:1; 2 Coríntios 5:17) e é protegida em uma relação permanente (João 10:28-29). Portanto, permanecer em Cristo não é um nível especial da experiência cristã, disponível apenas para alguns. Em vez disso, é a posição de todos os verdadeiros crentes. A diferença entre aqueles que permanecem em Cristo e aqueles que não permanecem em Cristo é a diferença entre os que são salvos e os que não o são.

Permanecer em Cristo é ensinado em 1 João 2:5-6, onde é sinônimo de "conhecer" Cristo (versículos 2 e 3). Mais tarde, no mesmo capítulo, João equivale "permanecer" no Pai e no Filho com a promessa da vida eterna (versículos 24 e 25). Biblicamente, "permanecer", "continuar" e "conhecer" Cristo são referências à mesma coisa: salvação.

A frase permanece em Cristo retrata um relacionamento íntimo e próximo, e não apenas um conhecimento superficial. Em João 15:4-7, Jesus diz a Seus discípulos que extrair dEle a vida é essencial, usando o retrato de ramos unidos a uma videira: "permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não permanecer em mim, será lançado fora, à semelhança do ramo, e secará; e o apanham, lançam no fogo e o queimam. Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito." Sem essa união vital com Cristo que a salvação fornece, não pode haver vida e nem produtividade. Em outros lugares, a Bíblia compara a nossa relação com Cristo à de um corpo com a cabeça (Colossenses 1:18) - uma outra união essencial.

Algumas pessoas tomam o aviso de João 15:6 (ramos que não permanecem na videira são jogados fora e queimados) como significando que os cristãos estão sempre em perigo de perder a salvação. Em outras palavras, dizem que é possível ser salvo, mas não "permanecer", em cujo caso seríamos expulsos. No entanto, isso só poderia ser verdade se "permanecer" fosse separado da salvação, referindo-se a um estado de intimidade com Cristo que devemos nos esforçar para alcançar após a salvação. A Bíblia deixa claro que a salvação vem pela graça e é mantida pela graça (Gálatas 3:2-3). Além disso, se um ramo pudesse de alguma forma se afastar da videira, resultando na perda da salvação, então outras passagens muito claras da Escritura seriam contrariadas (ver João 10:27-30).

É melhor interpretar a metáfora da Verdadeira videira desta maneira: Jesus é a Videira Verdadeira, obviamente. Os ramos que "permanecem" nEle são verdadeiramente salvos - eles têm uma conexão real e vital com o Salvador. Os ramos secos que não "permanecem" nEle são os fingidores descrentes que simularam um apego à Videira, mas não extraíram vida dEle. No final, os fingidores serão vistos pelo que eram: pessoas penduradas que não tinham um apego autêntico a Jesus. Por um tempo, tanto Pedro como Judas pareciam idênticos em sua caminhada com Cristo. Entretanto, Pedro estava ligado à Videira, e Judas não.

João reitera o princípio do ramo murcho desta maneira: "Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos" (1 João 2:19).

Uma das provas da salvação é a perseverança, ou permanência sustentada em Cristo. Os salvos continuarão em sua caminhada com Cristo (veja Apocalipse 2:26). Ou seja, eles "permanecerão" ou continuarão nEle. Deus completará a Sua obra neles (Filipenses 1:6), os quais produzirão muitos frutos para a glória de Deus (João 15:5). Aqueles que se afastam, viram as costas para Cristo ou deixam de permanecer simplesmente mostram a sua falta de fé salvadora. Permanecer não é o que nos salva, mas é um dos sinais da salvação.

As provas de permanecer em Cristo (ou seja, as provas de que uma pessoa é verdadeiramente salva e não apenas finge) incluem obediência aos mandamentos de Cristo (João 15:10; 1 João 3:24); seguindo o exemplo de Jesus (1 João 2: 6); vivendo livre do pecado habitual (1 João 3:6); e a consciência de uma presença divina dentro da própria vida (1 João 4:13).

English

Voltar à página principal em português

O que significa permanecer em Cristo?

Assine a pergunta da semana