ã
settings icon
share icon
Pergunta

Um filho tem alguma responsabilidade pelos pecados dos pais?

Resposta


Ezequiel 18 deixa claro que Deus considera cada indivíduo responsável por seu próprio pecado. Os versículos 1 a 4 dizem: “A palavra do Senhor veio a mim, dizendo: — O que vocês querem dizer, vocês que ficam repetindo este provérbio a respeito da terra de Israel: ‘Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram’? Tão certo como eu vivo, diz o Senhor Deus, vocês nunca mais repetirão esse provérbio em Israel. Eis que todas as pessoas são minhas. Assim como a pessoa do pai, também a pessoa do filho é minha. A pessoa que pecar, essa morrerá.” Ao mesmo tempo, Êxodo 20:5-6 diz: “... porque eu, o Senhor, seu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam, mas faço misericórdia até mil gerações daqueles que me amam e guardam os meus mandamentos.” Sendo assim, os filhos são responsáveis pelo pecado de seus pais? Sim e não.

Deus julga o coração de cada indivíduo. Tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, vemos Deus interagir com as pessoas com base em sua própria fé. Em Gênesis, vemos Deus tratar Caim de maneira diferente de Abel, com base em suas diferentes ações. Ezequiel 18:30 diz: “Portanto, eu os julgarei, cada um segundo os seus caminhos, ó casa de Israel, diz o Senhor Deus.” João 3:16 diz que “todo o que nele crê [Jesus] não pereça, mas tenha a vida eterna” (grifo nosso). O versículo 18 diz: “Quem nele crê não é condenado; mas o que não crê já está condenado, porque não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” Claramente a salvação é oferecida a todos, independentemente das ações dos pais.

Por outro lado, é óbvio que os pecados dos pais afetam seus filhos. O primeiro filho de Davi e Bate-Seba morreu logo após o nascimento devido ao pecado de seu pai. Os israelitas, como nação, foram punidos por Deus por seus pecados, e esse castigo às vezes também afetava as crianças. Hoje, vemos como o pecado dos pais afeta os filhos. Aqueles que crescem assistindo a comportamentos pecaminosos geralmente são mais propensos a se envolverem neles. Certos pecados tiram os pais de casa ou inibem a sua capacidade de serem cuidadores amorosos, preparando os filhos para possíveis problemas no futuro. O vício geralmente tem componentes genéticos. O campo relativamente novo da epigenética está sugerindo que o trauma pode deixar “cicatrizes moleculares” em nosso DNA – e que essas cicatrizes são transmitidas geneticamente para a terceira e quarta geração. Ainda mais obviamente, o pecado de Adão e Eva afetou a todos nós. Todos nós nascemos com naturezas pecaminosas porque Adão escolheu desobedecer a Deus. O seu pecado foi “passado” para nós.

O pecado nunca é uma questão privada. Ele sempre afeta aqueles ao nosso redor. Isto é especialmente verdadeiro nas famílias. Os pecados dos pais afetarão seus filhos. No entanto, Deus é gracioso e misericordioso. Estamos todos manchados pelo pecado (Romanos 3:23). Todos nós temos a opção de aceitar a purificação de Jesus (Romanos 6:23). Podemos ser adotados na família de Deus e herdar uma nova natureza. A Bíblia até fala de nascer de novo em termos genéticos: “Todo aquele que é nascido de Deus não vive na prática de pecado, porque nele permanece a semente divina; esse não pode viver pecando, porque é nascido de Deus” (1 João 3:9, ênfase adicionada). Deus perdoa o pecado quando aceitamos o sacrifício de Jesus. “Aquele que não conheceu pecado, Deus o fez pecado por nós, para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus” (2 Coríntios 5:21).

English



Voltar à página principal em português

Um filho tem alguma responsabilidade pelos pecados dos pais?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries