O que a Bíblia diz sobre como encontrar a paz de espírito?


Pergunta: "O que a Bíblia diz sobre como encontrar a paz de espírito?"

Resposta:
A maioria das pessoas definiria "paz de espírito" como a ausência de estresse mental e ansiedade. A única vez que algo semelhante a “paz de espírito” é encontrado na Bíblia é em 2 Coríntios 2:13, onde Paulo diz que não encontrou “tranquilidade no espírito” porque não encontrou Tito em Trôade. A tradução literal dessa frase é "descanso do meu espírito".

A Bíblia usa a palavra paz de várias maneiras diferentes. A paz às vezes se refere a um estado de amizade entre Deus e o homem. Essa paz entre um Deus santo e uma humanidade pecadora foi efetuada pela morte sacrificial de Cristo, “havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz” (Colossenses 1:20). Além disso, como Sumo Sacerdote, o Senhor Jesus mantém esse estado de amizade em favor de todos os que “por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles” (Hebreus 7:25). Esse estado de amizade com Deus é um pré-requisito para o segundo tipo de paz, o que às vezes se refere a uma mente tranquila. É somente quando “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5:1) que podemos experimentar a verdadeira paz de espírito que é um fruto do Espírito Santo, ou seja, Seu fruto exibido em nós ( Gálatas 5:22-23).

Isaías 26:3 nos diz que Deus nos manterá em “perfeita paz” se nossa mente “permanecer” nEle, ou seja, quando nossas mentes se apoiam nEle, focalizam-se nEle e confiam nEle. Nossa tranquilidade mental é “perfeita” ou imperfeita na medida em que “a mente permanece” em Deus, em vez de em nós mesmos ou em nossos problemas. A paz é experimentada quando acreditamos no que a Bíblia diz sobre a proximidade de Deus como no Salmo 139:1-12 e sobre Sua bondade e poder, Sua misericórdia e amor por Seus filhos e Sua total soberania sobre todas as circunstâncias da vida. Entretanto, não podemos confiar em alguém que não conhecemos, e é crucial, portanto, conhecer intimamente o Príncipe da Paz, Jesus Cristo.

A paz é experimentada como resultado da oração. “Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus” (Filipenses 4:6-7).

Uma mente e um coração pacíficos são experimentados como resultado do reconhecimento de que um Pai todo-sábio e amoroso tem um propósito em nossas provações. “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28).

Deus pode trazer uma variedade de coisas boas, inclusive a paz, das aflições que experimentamos. Até mesmo a disciplina e castigo do Senhor “produz fruto pacífico aos que têm sido por ela exercitados, fruto de justiça” em nossas vidas (Hebreus 12:11). Eles fornecem uma nova oportunidade para “esperar em Deus” e eventualmente “louvá-lo” (Salmos 43:5). Eles nos ajudam a “confortar” os outros quando passam por provações semelhantes (2 Coríntios 1:4), e produzem “eterno peso de glória, acima de toda comparação” (2 Coríntios 4:17).

A paz de espírito e a tranquilidade do espírito que a acompanha só estão disponíveis quando temos a verdadeira paz com Deus através do sacrifício de Cristo na cruz em pagamento dos nossos pecados. Aqueles que tentam encontrar a paz em atividades mundanas se encontrarão tristemente enganados. Para os cristãos, no entanto, a paz de espírito está disponível através do conhecimento íntimo e da total confiança no Deus que satisfaz, “em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades” (Filipenses 4:19).

English
Voltar à página principal em português

O que a Bíblia diz sobre como encontrar a paz de espírito?

Assine a pergunta da semana