É permitido usar velas/candelabros em conexão com a oração?


Pergunta: "É permitido usar velas/candelabros em conexão com a oração?"

Resposta:
Não há razão bíblica para não podermos acender velas enquanto oramos ou enquanto fazemos qualquer outra coisa, na verdade. As velas são objetos inanimados. Elas não têm poder, nem força, nem habilidades místicas ou sobrenaturais. Elas não são mais do que cera e um pedaço de corda com talvez algum aroma adicionado.

Velas - e outras luzes - podem nos lembrar de que Jesus é a Luz do Mundo. As velas podem nos lembrar de colocar nossa crença "na luz, para que vos torneis filhos da luz" (João 12:36). Ter uma vela acesa enquanto oramos pode servir para concentrar nossas orações e pensamentos sobre Jesus como a Luz do mundo.

O que as velas não podem fazer, no entanto, é acompanhar nossas orações ao céu, fazer nossas orações mais poderosas ou eficazes, adicionar qualquer coisa às nossas orações ou orar por nós de qualquer maneira. Acha-se que as velas que queimam em uma igreja católica romana, por exemplo, continuam a petição do orador muito depois dele ter deixado a igreja. Isso não é bíblico. A oração é uma conversa com o nosso Pai celestial - um diálogo entre dois seres vivos, conscientes e receptivos que compartilham o mesmo Espírito. Nenhuma vela pode entrar em tal relacionamento.

As velas são usadas em vários tipos de rituais de culto. Bruxas e xamãs, católicos, seguidores da nova era, alguns protestantes, judeus, budistas e hindus usam velas em seu processo de adoração. Iluminar velas votivas também é consistente com as tendências emergentes de adoração que adotam mistério, misticismo e entrar na realidade através da experiência.

No final, o uso de velas na oração é inocente em si mesmo. O perigo é atribuir-lhes um poder que simplesmente não possuem.

English

Voltar à página principal em português

É permitido usar velas/candelabros em conexão com a oração?

Assine a pergunta da semana