ã
settings icon
share icon
Pergunta

Quais são as obras do diabo em 1 João 3:8?

Resposta


1 João 3:8 nos dá a razão principal para a vinda de Jesus ao mundo: “Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo.” Satanás estava ocupado em seu trabalho neste mundo, e quando o Filho de Deus apareceu, ele aumentou a sua atividade (veja Mateus 4:1–11; Lucas 4:41). A boa notícia é que o poder e a presença de Jesus destroem a obra do diabo.

Mantendo a declaração das “obras do diabo” em contexto, devemos ler a passagem antecedente: “Filhinhos, não se deixem enganar por ninguém. Aquele que pratica a justiça é justo, assim como ele é justo. Aquele que pratica o pecado procede do diabo, porque o diabo vive pecando desde o princípio. Para isto se manifestou o Filho de Deus: para destruir as obras do diabo” (1 João 3:7-8). O apóstolo João está falando de santidade pessoal. O filho de Deus vive em justiça. Aqueles que vivem em pecado contínuo e impenitente mostram-se filhos do diabo porque refletem a natureza do diabo. Aquele que tem Cristo habitando nele não continua pecando porque Cristo veio para destruir as obras do diabo. Essas obras satânicas não têm mais expressão no coração do crente. Cristo veio para destruir as obras do diabo, e isso garante a nossa santificação.

Quais são exatamente as obras do diabo? Várias passagens da Bíblia respondem a essa pergunta, mas Jesus dá uma resposta clara e concisa em João 8.44. Ao confrontar os líderes religiosos hipócritas em Israel, Jesus diz: “Vocês são do diabo, que é o pai de vocês, e querem satisfazer os desejos dele. Ele foi assassino desde o princípio e jamais se firmou na verdade, porque nele não há verdade. Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira.” De acordo com Jesus, algumas das obras do diabo são o assassinato e a mentira. Esses dois pecados resumem o caráter do diabo e seus objetivos. Ele trabalha para ver as pessoas serem destruídas e irem para o inferno (isso é assassinato), e deseja enganá-las para essa destruição (isso é mentira).

As obras do diabo aparecem no Jardim do Éden, onde Satanás enganou Eva e a levou à desobediência (Gênesis 3:1-6). Como resultado, Adão também pecou e lançou toda a humanidade na escravidão do pecado (Romanos 5:12). Satanás mentiu para Eva com o objetivo de assassiná-la (isto é, separá-la de Deus); ele queria que a humanidade morresse.

Antes de sermos salvos, estávamos sob o pleno efeito das obras do diabo. De fato, estávamos “mortos em [nossas] transgressões e pecados, nos quais vocês andaram noutro tempo, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência” (Efésios 2:1-2). As obras do diabo em nossas vidas nos levaram “segundo as inclinações da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como também os demais” (versículo 3). É somente pelo amor, misericórdia e graça de Deus que fomos resgatados das obras do diabo (versículos 4–5).

As obras do diabo afetam a humanidade moral, física, intelectual e espiritualmente. Moralmente, o diabo seduz as pessoas ao pecado, fazendo o mal parecer atraente de tal forma que as pessoas o escolhem acima da obediência a Deus (Tiago 1:14). Fisicamente, o diabo pode infligir doenças e procura usar provações físicas para fazer com que as pessoas amaldiçoem a Deus (Jó 2:4-5; Lucas 13:11). Intelectualmente, o diabo seduz as pessoas ao erro, ensinando falsas doutrinas (1 Timóteo 4:1). Ele lança dúvidas e mantém os incrédulos intelectualmente cegos para a verdade espiritual e o evangelho (2 Coríntios 4:3-4). Ele organiza distrações e promove a confusão que faz com que as pessoas ajam precipitadamente, irracionalmente e tolamente. Espiritualmente, ele aproveita todas as oportunidades para arrebatar a Palavra de Deus semeada no coração de uma pessoa (Mateus 13:19).

O diabo deseja atacar os crentes também (Lucas 22:31-32). Ele tentará fazer com que os crentes não sigam a Cristo para mantê-los longe do seu propósito primário de trazer glória a Deus e promover Seus propósitos e planos. Se Satanás conseguir fazer com que nosso amor por Cristo esfrie (Apocalipse 2:4) ou nos faça parar de amar uns aos outros (João 13:34–35), então perdemos nosso testemunho perante o mundo e desagradamos o nosso Pai celestial. Se Satanás conseguir nos atrair para vícios como entretenimento, sexo ou pornografia, então ele nos aprisiona na escravidão do pecado para que não possamos ter comunhão com Deus.

Em resumo, as obras do diabo são para contrariar a obra de Deus. Como assassino, Satanás trabalha contra Deus, que é Vida. Como mentiroso, Satanás trabalha contra Deus, que é a Verdade. Na vida dos incrédulos, a obra do diabo é impedi-los de chegar à fé salvadora em Cristo, com o resultado de que experimentem a segunda morte (Apocalipse 20:14-15). Na vida dos crentes, a obra do diabo é tentá-los a pecar e assim enfraquecer a sua eficácia para Cristo neste mundo.

Felizmente para nós, Jesus Cristo veio para destruir as obras do diabo. À medida que o tempo de Sua prisão e crucificação se aproximava, Jesus disse: “Chegou o momento de este mundo ser julgado, e agora o seu príncipe será expulso” (João 12:31). Na cruz, Jesus realizou muitas coisas incríveis. Ele tomou a penalidade por nossos pecados e nos deu a Sua justiça. Portanto, o diabo não tem poder sobre o destino eterno dos crentes em Cristo. Não é que o diabo não possa tentar um cristão a pecar - e às vezes ter sucesso - é que a morte de Jesus suportou toda a ira de Deus contra esse pecado, e Deus não mantém o pecado contra o cristão (Romanos 8:1).

A morte de Jesus não apenas destruiu as obras do diabo em relação ao nosso destino eterno, mas providenciou o necessário para a nossa santificação pessoal. Os crentes têm o dom do Espírito Santo que habita neles e os conduz à semelhança de Cristo. O Espírito sela aqueles que creem em Cristo, e o diabo não pode removê-los de Suas promessas (Efésios 4:30).

Em Sua bondade, o Senhor também nos deu armas espirituais para lutar contra o diabo (Efésios 6:10–18). O diabo pode trazer muitas coisas sobre nós, mas, se nos mantivermos vestidos com a armadura de Deus, a batalha será muito mais fácil. Devemos entender o nosso inimigo e reconhecer quando ele se aproxima: “... pois não ignoramos quais são as intenções dele” (2 Coríntios 2:11). Mais importante, devemos saber onde estão nossa força e defesa e confiar “no Consumador da fé” (Hebreus 12:2), o único que pode realmente destruir as obras do diabo.

English



Voltar à página principal em português

Quais são as obras do diabo em 1 João 3:8?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries