De que forma tornar-se um cristão significa tornar-se um homem/mulher totalmente novo?


Pergunta: "De que forma tornar-se um cristão significa tornar-se um homem/mulher totalmente novo?"

Resposta:
Jesus disse que para tornar-nos um cristão, devemos "nascer de novo" (João 3:3). Essa frase implica que não podemos simplesmente reformar as nossas vidas atuais; devemos começar de novo. 2 Coríntios 5:15 e 17 explicam o que acontece quando confiamos em Jesus como Salvador e Senhor: "E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas."

Jesus usou a ilustração do nascimento porque entendemos que, quando um bebê nasce, uma nova criação é evidente. O nascimento corporal é seguido por uma transformação ao longo do tempo, desde a infância até a maturidade. Quando nascemos de novo no Espírito, nós que estamos "mortos nos nossos delitos e pecados" (Efésios 2:1, ver Romanos 6:18) somos trazidos à vida. Somos uma "nova criação" em Cristo (2 Coríntios 5:17). Deus muda nossos desejos, perspectivas e foco quando deixamos de adorar a nós mesmos e passamos a adorar a Deus.

Muitas pessoas tentam ignorar essa transferência de propriedade e, em vez disso, tentam mudar seu próprio comportamento externo ou começam a ir à igreja em um esforço para se sentirem como um cristão. No entanto, a força de vontade tem um poder muito limitado. Jesus não veio reformar a nossa carne pecaminosa; Ele veio matá-la (Lucas 9:23, Romanos 6:6-7). As velhas e novas naturezas não podem trabalhar juntas, nem podem coexistir pacificamente (Romanos 8:12-14). Devemos morrer para nós mesmos antes de podermos experimentar a nova vida que Jesus nos oferece (2 Coríntios 5:15).

Todo ser humano é composto de corpo, alma e espírito (1 Tessalonicenses 5:23). Antes de termos um relacionamento com Deus através do novo nascimento, vivemos principalmente controlados por nossa alma e corpo. O espírito está dormente dentro de nós, como um balão deflacionado. Quando transferimos o direito de propriedade de nossas vidas ao senhorio de Jesus Cristo, Ele envia o Seu Espírito Santo para regenerar nossos espíritos desinflados. O Espírito Santo é comparado a um vento (João 3:8; Atos 2:2). Na salvação, Ele penetra nossos corações e infla o espírito dentro de nós para que possamos nos comunicar com Deus. Enquanto uma pessoa era anteriormente dirigida pela natureza pecaminosa, ele ou ela agora pode ser dirigida pelo Espírito Santo que trabalha para nos transformar na imagem de Cristo (Romanos 8:29).

Devemos apresentar nossos corpos como um sacrifício vivo e renovar nossas mentes para que comecemos a pensar como Deus pensa (Romanos 12:1-2). À medida que nos concentramos em conhecer a Deus, lendo Sua Palavra e nos entregando diariamente ao controle do Espírito Santo, nossas escolhas mudam. Nossos passatempos, prioridades e paixões mudam. O fruto do Espírito Santo (Gálatas 5:22-23) torna-se evidente quando outrora havia apenas as obras da carne (Gálatas 5:19-21). Experimentar o novo nascimento é apenas o começo. Deus continua a trabalhar em nós para que nos apresentemos a Ele um povo sagrado naquele dia quando o virmos face a face (Filipenses 1:6; 2:13; 2 Coríntios 11:2; Efésios 5:27).

English


Voltar à página principal em português

De que forma tornar-se um cristão significa tornar-se um homem/mulher totalmente novo?

Assine a pergunta da semana