settings icon
share icon
Pergunta

O que é o Novo Ateísmo?

Resposta


O início do século 21 viu o secularismo e o ateísmo serem promovidos em todo o mundo ocidental com um vigor e militância cada vez maiores. Isso levou ao surgimento dos “novos ateus”, membros notáveis dos quais incluem autores de best-sellers como Sam Harris, Daniel Dennett, Richard Dawkins e Christopher Hitchens.

A contenção dos novos ateus é, obviamente, que Deus não existe. Os adeptos da filosofia do novo ateísmo acreditam que as forças naturais cegas são responsáveis por toda a realidade que percebemos. Os novos ateus não se restringem a uma descrença passiva. Em vez disso, estão ativamente empenhados em admoestar os outros a fazerem o mesmo - declarando sua descrença em Deus e tomando as medidas necessárias para livrar o mundo da fé e da prática religiosa. Como o ateu franco Richard Dawkins coloca em A Desilusão de Deus: "Eu faço tudo ao meu alcance para alertar as pessoas contra a própria fé."

Uma característica irônica do novo ateísmo é sua forte fé na inferioridade de ter fé. Os novos ateus redefinem erroneamente "fé" como uma "crença irracional mesmo na ausência de evidências". Essa deturpação da natureza da fé é absurda, pois a fé não é essencialmente uma crença forte em algo, mas sim a base da fé cristã é acreditar em alguém - Deus. A.W. Tozer disse: "A fé se baseia no caráter de Deus, não na demonstração de laboratório ou lógica." Quando alguém tem fé no caráter de uma pessoa, por exemplo, uma mãe ou piloto de avião, não é mais necessário ser cético ou exigir fortes evidências a respeito de qualquer serviço que ele ou ela preste.

Quando se trata de coisas, os cristãos abordam corretamente o assunto em busca de evidências fortes, embora aceitem que alguns assuntos possam estar além de nosso entendimento atual. De fato, muitos cientistas cheios de fé estão na vanguarda do empreendimento científico e testam as evidências usando métodos e técnicas meticulosos. Os novos ateus acreditam que a ciência empírica seja o único caminho para a compreensão da realidade. No entanto, isso é errado, uma vez que o próprio conceito de "cientificismo" (a visão de que a ciência é a única maneira de obter conhecimento) não está sujeito a nenhum experimento científico e, em última análise, destila-se a uma fé. A fé, longe de ser uma "crença irracional na ausência de evidências", é a decisão de considerar verdadeiro algo que não é visível. O cientificismo é um conceito metafísico. Assim, os novos ateus requerem fé de alguma descrição, mesmo que não em Deus. O cientificismo se auto-refuta e, portanto, não deve ser acreditado. O cientificismo pode ser resumido como a crença de que "a ciência empírica é a única maneira de ter certeza sobre qualquer coisa". É claro que podemos perguntar: "Qual foi o experimento científico que estabeleceu que a ciência empírica é a única maneira de ter certeza sobre qualquer coisa?"

Em contraste, o teísmo está alinhado com a realidade de um Deus transcendente. O teísmo bíblico é baseado em um conjunto de conceitos sensatos, um dos quais é que ser ateu não existe. Claramente, os ateus têm uma espécie de fé, mesmo que apenas em seu poder de influenciar outros a se unirem em suas buscas ateístas. Romanos 1:19-20 declara claramente que todos os homens sabem que Deus existe porque Deus revelou claramente esse conhecimento a eles por meio da evidência da criação. Aqueles que negam a Deus estão fazendo isso por causa da rebelião de um coração obscurecido (Romanos 1:21). O ateu que assim se identifica pode imaginar-se um intelectual, mas Deus declarou: "Diz o insensato no seu coração: Não há Deus" (Salmo 14:1; 53:1).

English



Voltar à página principal em português

O que é o Novo Ateísmo?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries