Há três níveis diferentes de punição no inferno?



 

Pergunta: "Há três níveis diferentes de punição no inferno?"

Resposta:
A ideia de que há níveis diferentes de punição no inferno provavelmente se origina na obra A Divina Comédia, escrita por Dante Alighieri entre 1308 e 1321. Nesse poema, o poeta romano Virgílio guia Dante através dos nove círculos do inferno. Os círculos são concêntricos, representando um aumento gradual de perversidade e culmina no centro da terra, onde Satanás está preso. Os pecadores de cada círculo são punidos de um forma que corresponde aos seus crimes. Cada pecador é afligido por toda a eternidade pelo maior pecado que cometeu. De acordo com Dante, os círculos vão desde o primeiro círculo, onde habitam os pagãos não-batizados e virtuosos, até o centro do inferno reservado para aqueles que cometeram o pecado supremo - traição contra Deus.

Embora a Bíblia não diga especificamente que há diferentes níveis de punição no inferno, ela parece indicar que o julgamento será de fato experimentado de maneira diferente por pessoas diferentes. Em Apocalipse 20:11-15, o povo é julgado "segundo as suas obras, conforme o que se achava escrito nos livros" (Apocalipse 20:12). Todas as pessoas deste julgamento, porém, são lançadas no lago de fogo (Apocalipse 20:13-15). Então, talvez, o propósito do julgamento seja determinar quão severa será a punição no inferno.

Uma passagem mais clara é Lucas 10, onde Jesus fala de um castigo comparativo. Primeiro, Jesus diz isto sobre uma cidade que rejeita o evangelho: "Digo-vos que, naquele dia, haverá menos rigor para Sodoma do que para aquela cidade" (versículo 12). Então Ele fala a Betsaida e Corazim: "Contudo, no Juízo, haverá menos rigor para Tiro e Sidom do que para vós outras" (versículo 14). Qualquer que fosse o castigo pelo qual os antigos moradores de Sodoma, Tiro e Sidom estivessem passando no inferno, as cidades galileias que se recusassem a ouvir a Cristo sofreriam mais. O nível de punição no inferno parece estar vinculado à quantidade de luz que uma pessoa rejeita.

Uma outra indicação de que o inferno tem diferentes níveis de punição é encontrada nas palavras de Jesus em Lucas 12: "Aquele servo, porém, que conheceu a vontade de seu senhor e não se aprontou, nem fez segundo a sua vontade será punido com muitos açoites. Aquele, porém, que não soube a vontade do seu senhor e fez coisas dignas de reprovação levará poucos açoites. Mas àquele a quem muito foi dado, muito lhe será exigido; e àquele a quem muito se confia, muito mais lhe pedirão" (versos 47-48).

Quaisquer que sejam os graus de punição que o inferno contenha, é claro que o inferno é um lugar a ser evitado.

Infelizmente, a Bíblia afirma que a maioria das pessoas vai acabar no inferno: "Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela" (Mateus 7:13-14). A pergunta que se deve fazer é: "em que estrada estou?" Os "muitos" no caminho largo têm uma coisa em comum: todos rejeitaram Cristo como o único caminho para o céu. Jesus disse: "Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim" (João 14:6). Quando Ele disse que é o único caminho, isso é exatamente o que quis dizer. Todos seguindo qualquer outro "caminho" além de Jesus Cristo estão no caminho largo para a destruição, e o sofrimento é horrível, espantoso, eterno e evitável.


Voltar à página principal em português

Há três níveis diferentes de punição no inferno?