ã
settings icon
share icon
Pergunta

Se nascemos em pecado, como é justo que Deus nos julgue por nossos pecados?

Resposta


Uma acusação comum contra o Cristianismo é que ele julga injustamente as pessoas. Em particular, alguns dizem que Deus nos prepara para o fracasso e depois nos pune pelo fracasso que Ele causou. Se isso fosse verdade, seria de fato uma situação injusta. É assim que o Cristianismo funciona? Deus nos julga injustamente por algo sobre o qual não temos controle? As respostas estão na Bíblia.

Para começar, devemos descobrir o que a Bíblia diz sobre o nosso nascimento em pecado. Davi, o homem segundo o coração de Deus, escreveu no Salmo 51:5: “Eu nasci na iniquidade, e em pecado me concebeu minha mãe.” O apóstolo Paulo escreveu que todos nós satisfazemos “as inclinações da nossa carne” (Efésios 2:3). Isso significa que há algo naturalmente dentro de nós que nos empurra para o pecado.

Então, a Bíblia certamente ensina que nascemos em pecado. Será que Deus decidiu arbitrariamente que as pessoas nasceriam pecadoras? A resposta é encontrada em conexão com o primeiro homem, Adão. Quando Adão foi criado (sem pecado) por Deus e colocado no jardim do Éden, ele também recebeu uma lei simples (Gênesis 2:16-17). Adão desobedeceu à lei de Deus, e Deus o declarou culpado e o sentenciou à morte. Foi a escolha de Adão de desobedecer que o tornou culpado diante de Deus. Ele foi o pai da raça humana, e suas características foram passadas para seus filhos. Romanos 5:12 diz que o pecado entrou no mundo por Adão, e a morte veio pelo pecado, porque todos pecaram. Como descendentes de Adão, recebemos a natureza pecaminosa transmitida de nossos pais. Isso nos faz nascer em pecado, com uma inclinação natural para fazer o mal.

Alguns podem argumentar que não podemos escolher nossa família, então Deus não pode nos responsabilizar pela natureza do pecado. Embora possamos não ter escolha sobre como nascemos, a Bíblia é clara de que temos escolha sobre nossos pecados. Anteriormente, vimos em Efésios 2:3 que satisfazemos os desejos da nossa natureza pecaminosa. Isso é uma escolha. Romanos 5:12 diz que “todos pecaram”. Somos pecadores por atos, bem como por natureza. O nosso próprio pecado nos condena, não apenas o de Adão. Nascemos em pecado, mas continuamos a pecar por nossa própria escolha pessoal. Quando escolhemos o pecado, nós nos tornamos culpados diante de Deus, e o Seu julgamento é justo.

Deus não é apenas justo, mas misericordioso. O ensino da Bíblia sobre o pecado pessoal não termina com a declaração da culpa do homem. Romanos 5, que nos diz que o pecado e a morte entraram no mundo por meio de um homem, também nos fala da maior bênção, que também veio por meio de um homem. O dom da graça de Deus veio por meio de Jesus Cristo (Romanos 5:15) e transbordou para muitos. O versículo 19 diz: “Porque, como, pela desobediência de um só homem, muitos se tornaram pecadores, assim também, por meio da obediência de um só, muitos se tornarão justos.” Deus é justo ao aplicar o pecado de Adão a toda a raça humana, e Ele é justo ao aplicar a morte de Jesus Cristo a todos os que O recebem pela fé. Jesus Cristo morreu pelos pecados do mundo, para que o mundo tivesse vida pela fé em Seu sacrifício. Isso não é “justo” – isso é graça!

English



Voltar à página principal em português

Se nascemos em pecado, como é justo que Deus nos julgue por nossos pecados?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries