Como deve um cristão encarar a musculação/levantamento de peso?


Pergunta: "Como deve um cristão encarar a musculação/levantamento de peso?"

Resposta:
A moderação talvez seja o conceito governante de uma visão cristã da musculação/levantamento de peso. Primeiro Timóteo 4:8 ensina: “Pois o exercício físico para pouco é proveitoso, mas a piedade para tudo é proveitosa, porque tem a promessa da vida que agora é e da que há de ser” (ênfase adicionada). A aptidão física é importante e, como este versículo afirma, ela tem algum valor. Somos seres físicos e espirituais, e a condição do corpo físico inegavelmente pode afetar a espiritualidade de uma pessoa. Certamente parte de “glorificar a Deus no vosso corpo” (1 Coríntios 6:20) é mantê-lo em condições físicas razoavelmente boas. O fisiculturismo/a musculação pode definitivamente fazer parte do programa de condicionamento físico de um cristão.

Ao mesmo tempo, como acontece com muitas coisas nesta vida, o fisiculturismo, se levado ao extremo, pode se tornar um ídolo. Eventualmente, um ponto é alcançado onde não há valor real em adicionar mais músculo. A musculação/levantamento de peso pode se tornar um vício e/ou uma obsessão. Embora isso seja muito mais frequentemente um problema com os homens, pode ser um problema para as mulheres também. Esforçar-se por músculos maiores e mais fortes, quando levado ao extremo, nada mais é que vaidade (1 Samuel 16:7; Eclesiastes 1:2; 1 Pedro 3:4). Uma vez que permitimos que nossa aparência física se torne mais importante que nosso relacionamento com Deus, ela se tornou um ídolo (1 João 5:21).

“Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra coisa qualquer, fazei tudo para a glória de Deus” (1 Coríntios 10:31). A questão chave é se a musculação/levantamento de peso glorifica a Deus. Se for feito para aumentar o condicionamento, a força e o tom e, assim, a saúde, sim, isso pode ser feito para a glória de Deus. Se for feito por vaidade e orgulho, ou por uma obsessão doentia para ficar maior e mais forte, então não, isso não glorifica a Deus. Como um cristão deve encarar o fisiculturismo? “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma delas…. Todas as coisas são lícitas, mas nem todas convêm; todas são lícitas, mas nem todas edificam” (1 Coríntios 6:12; 10:23).

English
Voltar à página principal em português

Como deve um cristão encarar a musculação/levantamento de peso?

Assine a pergunta da semana