O que é o Muro das Lamentações?


Pergunta: "O que é o Muro das Lamentações?"

Resposta:
O Muro das Lamentações, também conhecido como o Muro Ocidental, é uma seção de 37 metros de altura da antiga muralha construída por Herodes, o Grande, como o muro de contenção do complexo do Monte do Templo. O Muro das Lamentações fica no lado oeste do Monte do Templo, na Cidade Velha de Jerusalém. Herodes, o Grande, construiu as camadas mais antigas do muro entre 20 a.C. e 19 a.C., quando o segundo templo judeu estava sendo construído. A parede se estende por aproximadamente 480 metros, mas as casas construídas ao longo dela obscurecem a maior parte do seu comprimento. Hoje, a parte exposta do Muro das Lamentações fica na frente de uma grande praça no Bairro Judeu e tem sido um local de peregrinação e oração para os judeus desde o século XVI. Deve-se ressaltar que os judeus geralmente não usam o termo Muro das Lamentações, preferindo o termo Muro Ocidental ou Ha-Kotel ("o Muro").

Pelo menos dezessete camadas do Muro das Lamentações estão abaixo do nível da rua, mas as enormes pedras inferiores da porção visível, chamadas silhares, datam da época de Herodes. Essas pedras calcárias colossais, cada uma pesando entre uma e oito toneladas, foram trabalhadas com precisão magistral para que se encaixassem perfeitamente umas nas outras sem argamassa. Algumas das junções, no entanto, têm se desgastado, e os judeus ortodoxos preenchem muitas das fendas nos blocos inferiores com orações escritas. Diariamente, muitos judeus se reúnem na parede para orar, cantar e balançar-se diante do muro. Eles realizam orações diárias e sabáticas e celebram Bar e Bat Mitzvah.

O Muro das Lamentações recebe o seu nome do termo árabe tradicional para o muro, El Mabka ("o Lugar do Choro"), devido à tristeza que os judeus expressaram sobre a perda de seu templo. Os judeus pararam de usar o termo Muro das Lamentações após a Guerra dos Seis Dias em 1967. Uma vez que Jerusalém esteve novamente sob a soberania israelense, os judeus assumiram a posição oficial de que o Muro das Lamentações deveria ser um lugar de celebração geral em vez de luto.

Todos os anos em Tisha B'Av, em agosto, os judeus mantêm um jejum para comemorar a destruição de ambos os seus templos, com adoradores recitando Lamentações e outras canções. O primeiro templo, o Templo de Salomão, foi construído durante seu reinado, 970-930 a.C., e destruído por Nabucodonosor e os babilônios em 586 a.C.. O templo foi reconstruído em 516 a.C., com uma expansão significativa em 19 a.C. por Herodes. Os romanos sob Tito destruíram o Templo de Herodes em 70 d.C. para esmagar a revolta judaica que vinha ocorrendo há quatro anos.

A destruição do Templo de Herodes em 70 d.C. por Tito foi predita por Jesus em Mateus 24:1–2 e Lucas 23:28–31. A Bíblia também previu a restauração dos judeus à sua terra natal (Ezequiel 36:24, 33-35). A nação de Israel foi restabelecida em 15 de maio de 1948 por uma resolução das Nações Unidas.

Embora o povo judeu tenha sido restaurado à sua nação geográfica e política, eles ainda precisam ser restaurados ao relacionamento de aliança com Deus porque rejeitaram o Messias, Jesus Cristo. Como consequência da rejeição de Israel ao Messias, Deus pausou Seu trabalho com a nação física de Israel. Israel será finalmente restaurado e Deus cumprirá todas as Suas promessas para ela. Hoje Deus está operando através da Sua igreja, ou seja, todos — judeus e gentios — que são habitados pelo Espírito Santo (Romanos 1:16; 2:28-29). Na era da Nova Aliança em Jesus Cristo, aqueles que recebem perdão e salvação através do sacrifício expiatório de Jesus se tornam filhos de Deus e, portanto, são chamados de "descendência de Abraão" (Gálatas 3:26–29).

English


Voltar à página principal em português

O que é o Muro das Lamentações?

Assine a pergunta da semana