settings icon
share icon
Pergunta

O que significa dizer que o leito conjugal deve ser sem mácula (Hebreus 13:4)?

Resposta


O capítulo 13 é o capítulo final do livro de Hebreus e termina com uma série de exortações finais aos cristãos. O versículo 4 diz: “Digno de honra entre todos seja o matrimônio, bem como o leito sem mácula; porque Deus julgará os impuros e adúlteros.” A palavra grega traduzida como “sem mácula” é usada apenas nesta forma exata quatro vezes no Novo Testamento, e significa “incontaminado” ou “separado”. Hebreus 7:26 usa esta palavra para descrever Jesus Cristo, nosso sumo sacerdote, e Tiago 1:27 diz que religião “imaculada” é aquela que ajuda as viúvas e órfãos e permanece incontaminada pelo mundo.

O leito conjugal deve ser mantido puro ou sem mácula. Em outras palavras, a intimidade sexual compartilhada entre marido e mulher deve ser reservada apenas para esse casal. Deus criou a união sexual para ser entre marido e mulher. Ponto final. Apenas entre os dois. Nenhum outro uso da sexualidade é tolerado nas Escrituras. Abusar ou fazer mau uso da dádiva do sexo dada por Deus é contaminar o leito conjugal.

Um leito conjugal pode ser contaminado de várias maneiras:

1. Fornicação. Quando duas pessoas solteiras se envolvem em relações sexuais, elas estão profanando a boa dádiva do sexo que Deus deu. Aqueles que não se comprometeram um com o outro em uma união vitalícia não têm o direito de explorar a culminação de tal voto. O sexo foi planejado para ser o ato final de consagração quando um casal promete suas vidas um ao outro em uma aliança sagrada. Todas as formas de sexualidade fora da união matrimonial estão desonrando a honrosa instituição do casamento (1 Coríntios 6:18).

2. Adultério. Quando uma ou ambas as partes em uma união sexual são casadas com outra pessoa, Deus chama seus atos sexuais de adultério. O adultério era punível com a morte sob a Antiga Aliança de Deus com Israel (Deuteronômio 22:22; Levítico 20:10). Mesmo que não vivamos mais sob essa aliança, o adultério ainda está no topo da lista divina de males morais (Mateus 5:28, 32) e é sempre chamado de pecado que impede os transgressores impenitentes de herdar o reino de Deus (Gálatas 5:19; 1 Coríntios 6:9).

3. Homossexualidade. Outra contaminação do leito conjugal é a perversão de homens fazendo sexo com homens ou mulheres com mulheres. Apesar da atual adoção da prática homossexual em nosso mundo, esse ato vil nunca foi e nunca será sancionado ou abençoado por Deus. A homossexualidade é uma distorção do dom de Deus da unidade física entre marido e mulher e é a única atividade sexual rotulada de abominação (Levítico 20:13). A proibição contra a homossexualidade é transferida para a Nova Aliança, pois é listada com os pecados que mantêm os impenitentes fora do reino de Deus (1 Coríntios 6:9; 1 Timóteo 1:9-10; Judas 1:7).

4. Prostituição. Provérbios 7 dá uma visão detalhada da destruição que vem sobre um jovem que se deixa seduzir por uma prostituta. O pecado da prostituição é frequentemente usado como uma metáfora para o Israel infiel (Oseias 4:15; Jeremias 3:8; Juízes 8:33). Os cristãos são advertidos a evitar tal imoralidade por causa da santidade do leito conjugal (1 Coríntios 6:15-16; Efésios 5:3).

5. Pornografia. Usar a pornografia para gratificação sexual é uma maneira mais moderna de contaminar o leito conjugal. Livros pornográficos, vídeos, sexting e o uso de outros materiais sexualmente explícitos também contaminam a santidade da união sexual entre marido e mulher. A pornografia tem o efeito de trazer estranhos para o quarto, mesmo que apenas através dos olhos. Jesus advertiu que a luxúria associada a olhar para uma mulher é equivalente ao adultério diante de Deus (Mateus 5:28). A pornografia elevou a luxúria sexual a uma forma de arte, mas ainda corrompe o coração e é uma profanação pecaminosa do ato sexual.

Deus criou os seres humanos para serem puros de corpo e espírito. A união sexual entre marido e mulher fazia parte dessa pureza (Gênesis 2:24-25). Quando Adão e Eva pecaram, a sexualidade foi manchada junto com todo o resto. Jesus comprou o poder de recuperar essa pureza por meio da Sua morte sacrificial na cruz (2 Coríntios 5:21). Nenhum pecado, incluindo a imoralidade sexual, é grande demais para ser perdoado pelo poder daquela morte expiatória e ressurreição. Embora possamos ter profanado o leito conjugal de muitas maneiras, Deus pode restaurar a pureza e a santidade sexual quando nos arrependemos e entregamos nossas vidas a segui-lo (Salmo 51:7; 1 João 1:7).

English



Voltar à página principal em português

O que significa dizer que o leito conjugal deve ser sem mácula (Hebreus 13:4)?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries