Por que a justificação pela fé é uma doutrina tão importante?



 

Pergunta: "Por que a justificação pela fé é uma doutrina tão importante?"

Resposta:
O ensino da justificação pela fé é o que separa o Cristianismo bíblico de todos os outros sistemas de crença. Em todas as religiões, e em alguns ramos do que é chamado de "Cristianismo", o homem tem de trabalhar em seu caminho para Deus. Apenas no verdadeiro Cristianismo bíblico o homem é salvo como um resultado da graça através da fé. Só quando voltamos à Bíblia vemos que a justificação é pela fé, independentemente das obras.

A palavra justificado significa "pronunciado ou tratado como justo." Para um cristão, a justificação é quando Deus não só perdoa os pecados do crente, mas imputa nele a justiça de Cristo. A Bíblia diz em vários lugares que a justificação só vem através da fé (por exemplo, Romanos 5:1, Gálatas 3:24). A justificação não é conquistada por meio de nossas próprias obras; em vez disso, somos cobertos pela justiça de Jesus Cristo (Efésios 2:8; Tito 3:5). O cristão, quando declarado justo, é assim liberto da culpa do pecado.

A justificação é uma obra concluída de Deus e é instantânea, ou seja, ela ocorre no momento da salvação. A santificação, por outro lado, é um processo contínuo de crescimento pelo qual nos tornamos mais semelhantes a Cristo (o ato de "ser salvo", cf. 1 Coríntios 1:18; 1 Tessalonicenses 5:23). A santificação ocorre após a justificação.

Entender a doutrina da justificação é importante para um cristão. Em primeiro lugar, é o próprio conhecimento da justificação e da graça que motiva boas obras e o crescimento espiritual; assim, a justificação leva à santificação. Além disso, o fato de que a justificação é uma obra completa de Deus significa que os cristãos podem ter certeza da sua salvação. Aos olhos de Deus, os crentes têm a justiça necessária para ganhar a vida eterna.

Uma vez que uma pessoa é justificada, não há mais nada que ela precise para ganhar entrada no céu. Já que a justificação vem pela fé em Cristo, com base em Seu trabalho em nosso nome, as nossas obras são desqualificadas como um meio de salvação (Romanos 3:28). Existem vastos sistemas religiosos com teologias complexas que ensinam a falsa doutrina da justificação pelas obras. Entretanto, eles estão ensinando um "outro evangelho, o qual não é outro, senão que há alguns que vos perturbam e querem perverter o evangelho de Cristo" (Gálatas 1:6-7).

Sem uma compreensão da justificação apenas pela fé, não podemos verdadeiramente perceber a gloriosa dádiva da graça por Deus – o "favor imerecido" se torna "merecido" em nossas mentes, e começamos a pensar que merecemos a salvação. A doutrina da justificação pela fé nos ajuda a manter "pura devoção a Cristo" (2 Coríntios 11:3). Manter a justificação pela fé nos impede de cair na mentira de que podemos ganhar o céu. Não há nenhum ritual, nenhum sacramento, nenhuma ação que possa nos tornar dignos da justiça de Cristo. É somente por Sua graça, em resposta a nossa fé, que Deus nos credita a santidade de Seu Filho. Tanto o Antigo quanto o Novo Testamento dizem: "O justo viverá pela fé" (Habacuque 2:4; Romanos 1:17; Gálatas 3:11; Hebreus 10:38).


Voltar à página principal em português

Por que a justificação pela fé é uma doutrina tão importante?