settings icon
share icon

O que é inspiração verbal e plenária?

Resposta


A Bíblia é a Palavra de Deus para a humanidade. Ela foi escrita por autores humanos, mas Deus os inspirou e guiou a escrever o que escreveram. Cada palavra, forma de palavra e colocação de palavra nos manuscritos originais da Bíblia foram escritos de forma divina e intencional. Esta é a visão ortodoxa da igreja e é conhecida como inspiração verbal e plenária.

Inspiração, a qualidade de ser “soprado por Deus”, refere-se ao fato de que Deus guiou sobrenaturalmente os autores da Bíblia para escreverem exatamente o que Ele queria comunicar. Tudo na Escritura está lá porque é isso que Deus desejou dizer à humanidade. A extensão dessa inspiração é definida pelos termos duais verbal e plenário. Verbal significa que cada palavra da Escritura é inspirada por Deus. Cada palavra, não apenas as ideias por trás delas, está na Bíblia porque Deus queria que estivesse lá. A palavra plenária significa “completa ou cheia”; quando usada para descrever a inspiração da Palavra de Deus, plenária significa que todas as partes da Bíblia são igualmente de origem divina e igualmente autoritárias.

O apóstolo Paulo implicitamente ensinou a inspiração verbal e plenária da Palavra de Deus. Em Gálatas 3:16, ele escreveu: “Ora, as promessas foram feitas a Abraão e ao seu descendente. Não diz: ‘e aos descendentes’, como falando de muitos, porém como falando de um só: ‘e ao seu descendente’, que é Cristo.” Paulo usou o número do substantivo - o fato de que Moisés escreveu uma palavra no singular, não no plural - como base para seu argumento de que Cristo cumpre a aliança. Isso apoia a inspiração verbal. Em Romanos 15:4, Paulo escreveu que “tudo o que no passado foi escrito, para o nosso ensino foi escrito” e em 2 Timóteo 3:16 que “toda a Escritura foi inspirada por Deus”. Tudo e toda são palavras que sustentam a doutrina da inspiração plenária.

Segundo Pedro 1:21 diz: “porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana; entretanto, homens falaram da parte de Deus, movidos pelo Espírito Santo.” Esta passagem revela como Deus levou os autores humanos a escreverem as Escrituras. Os homens escreveram enquanto eram “movidos” pelo Espírito Santo. O que lemos na Bíblia são de fato as palavras de Deus para nós. De acordo com Jesus, mesmo a menor letra em uma palavra e o menor traço de caneta em uma letra são desígnios de Deus e serão cumpridos (Mateus 5:18).

O termo inspiração verbal e plenária não deve ser interpretado como significando que as próprias palavras da Bíblia são "sagradas". A palavra grega halas ("sal" em Mateus 5:13) não é "sagrada" simplesmente por ser encontrada na Bíblia. Outros escritos não inspirados também contêm a palavra halas, e seu uso dessa palavra não os torna especiais. O que a inspiração verbal e plenária quer dizer é que todas as palavras, formas de palavras, combinação de palavras e estilo de escrita encontrados na Bíblia são a intenção divina de Deus para as Escrituras. As palavras, frases e cláusulas trabalham juntas para nos dar Sua mensagem, e cada porção da Escritura está propositalmente lá.A inspiração verbal e plenária se aplica aos manuscritos originais dos livros da Bíblia. As traduções da Bíblia que temos hoje são obras de estudiosos que estudaram cópias dos manuscritos originais, mas a doutrina da inspiração não se estende às traduções. A maioria das traduções modernas é confiável, mas nenhuma tradução é divinamente inspirada como os manuscritos originais.

Além disso, a doutrina da inspiração verbal e plenária não significa que Deus tolere ou incentive todas as ações registradas na Bíblia. Por exemplo, Deus afirma que assassinar é pecado, mas também inspirou registros históricos de pessoas que cometeram assassinato. Portanto, a Bíblia contém a história verdadeira, bem como as instruções morais de Deus. Os Dez Mandamentos são inspirados, assim como o registro escrito do assassinato de Amnom por Absalão; ambas as passagens são instrutivas, e ambas as passagens são inspiradas. A interpretação e aplicação dos Dez Mandamentos diferem da história de Absalão e requerem uma hermenêutica bíblica sólida.

A inspiração verbal e plenária é um importante conceito e princípio da fé cristã. A inspiração por parte de Deus do texto das Escrituras se estende às próprias palavras e a todas as partes das Escrituras e todos os seus assuntos. A doutrina da inspiração verbal e plenária contrasta com a crença de que apenas partes da Bíblia são inspiradas ou que apenas os pensamentos ou conceitos que tratam da religião são inspirados. A inspiração verbal e plenária é uma característica essencial da Palavra de Deus, pois Suas palavras revelam quem Ele é e o que fez por nós por meio de Cristo (veja João 5:39–40; Atos 8:35).

English



Voltar à página principal em português

O que é inspiração verbal e plenária?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries