settings icon
share icon
Pergunta

Onde encontro a idade da responsabilização na Bíblia?

Resposta


O conceito da "idade da responsabilização" é que as crianças não são responsabilizadas por Deus por seus pecados até que atinjam uma certa idade, e que se uma criança morre antes de atingir essa "idade da responsabilização", então ela, pela graça e misericórdia de Deus, será concedida entrada no céu. É bíblico o conceito da idade da responsabilização? Existe algo como uma “idade da inocência”?

Frequentemente perdido na discussão sobre a idade da responsabilidade está o fato de que as crianças, não importa quão jovens, não são “inocentes” no sentido de não terem pecado. A Bíblia nos diz que, mesmo que um bebê ou criança ainda não tenha cometido pecado pessoal, todas as pessoas, inclusive bebês e crianças, são culpadas diante de Deus por causa de pecados herdados e imputados. O pecado herdado é aquele transmitido de nossos pais. No Salmo 51:5, Davi escreveu: “Eis que eu nasci em iniquidade, e em pecado me concedeu minha mãe.” Davi reconheceu que, mesmo no momento de sua concepção, já era um pecador. O triste fato de que crianças às vezes morrem demonstra que até mesmo os pequeninos são impactados pelo pecado de Adão, uma vez que a morte física e espiritual foram os resultados do pecado original de Adão.

Cada pessoa, bebê ou adulta, é culpada diante de Deus; cada pessoa tem ofendido a santidade de Deus. A única forma de Deus ser justo e ao mesmo tempo justificar alguém é só quando aquela pessoa recebe perdão através de fé em Cristo. Cristo é o único caminho. João 14:6 registra o que Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” Pedro também disse em Atos 4:12: “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.” A salvação é uma escolha individual.

E quanto aos bebês e crianças pequenas que nunca alcançam a capacidade de fazer essa escolha individual? A idade da responsabilização é o conceito de que aqueles que morrem antes de atingir essa idade são salvos automaticamente pela graça e misericórdia de Deus. A idade da responsabilidade é a crença de que Deus salva todos aqueles que morrem sem nunca possuir a capacidade de tomar uma decisão a favor ou contra Cristo. Um versículo que pode falar sobre esse assunto é Romanos 1:20: “Pois os seus atributos invisíveis, o seu eterno poder e divindade, são claramente vistos desde a criação do mundo, sendo percebidos mediante as coisas criadas, de modo que eles são inescusáveis." De acordo com essa passagem, a culpa da humanidade diante de Deus é baseada, em parte, no fato de que as pessoas rejeitam o que podem "ver claramente" da existência, eternidade e poder de Deus. Isso leva à questão das crianças que não têm faculdade para "ver claramente" ou raciocinar sobre Deus - sua incapacidade natural de observar e raciocinar não lhes daria uma desculpa?

Treze é a idade mais comum sugerida para a idade de responsabilidade, com base no costume judaico de que uma criança se torna um adulto aos 13 anos. No entanto, a Bíblia não dá suporte direto para a idade de 13 anos sempre sendo a idade de responsabilidade. Provavelmente varia de criança para criança. Uma criança ultrapassa a idade de responsabilidade quando é capaz de tomar uma decisão de fé a favor ou contra Cristo. A opinião de Charles Spurgeon era que "uma criança de cinco anos pode ser verdadeiramente salva e regenerada como um adulto."

Com o acima em mente, considere também o seguinte: a morte de Cristo é apresentada como suficiente para toda a humanidade. 1 João 2:2 diz que Jesus é “a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo”. Este versículo deixa claro que a morte de Jesus foi suficiente para todos os pecados, não apenas os pecados daqueles que especificamente viriam a Ele pela fé. O fato de que a morte de Cristo foi suficiente por todos os pecados permitiria a possibilidade de Deus aplicar esse pagamento àqueles que nunca foram capazes de crer.

Alguns veem uma ligação entre a idade da responsabilização e a relação de aliança entre a nação de Israel e o Senhor, onde nenhuma exigência foi imposta para que um filho do sexo masculino pudesse fazer parte da aliança, exceto a circuncisão, a qual foi realizada no oitavo dia após seu nascimento (Êxodo 12:48–50; Levítico 12:3).

Surge a pergunta: "A natureza inclusiva da Antiga Aliança se aplica à igreja?" No dia de Pentecostes, Pedro disse: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo. Porque a promessa vos pertence a vós, a vossos filhos, e a todos os que estão longe: a quantos o Senhor nosso Deus chamar” (Atos 2:38-39). A palavra filhos aqui (teknon em grego) significa "criança, filha, filho". Atos 2:39 indica que o perdão dos pecados está disponível para todos (cf. Atos 1:8), inclusive as gerações futuras. Vale ressaltar que essa passagem não ensina a salvação por família ou casa. Os filhos daqueles que se arrependeram também precisavam se arrepender.

A única passagem que parece se identificar com este tópico mais do que qualquer outra é 2 Samuel 12:21-23. O contexto desses versículos é que o rei Davi cometeu adultério com Bate-Seba, resultando em uma gravidez. O profeta Natã foi enviado pelo Senhor para informar a Davi que, por causa de seu pecado, o Senhor tiraria a vida da criança. Davi respondeu a isso lamentando e orando pela criança. Mas assim que a criança foi levada, o luto de Davi terminou. Os servos de Davi ficaram surpresos ao ouvirem isso. Disseram ao rei Davi: “Que é isso que fizeste? pela criança viva jejuaste e choraste; porém depois que a criança morreu te levantaste e comeste. Respondeu ele: Quando a criança ainda vivia, jejuei e chorei, pois dizia: Quem sabe se o Senhor não se compadecerá de mim, de modo que viva a criança? Todavia, agora que é morta, por que ainda jejuaria eu? Poderei eu fazê-la voltar? Eu irei para ela, porém ela não voltará para mim.” A resposta de Davi indica que aqueles que não podem acreditar estão seguros no Senhor. Davi disse que ele iria para a criança, mas não poderia trazê-la de volta para ele. Além disso, e tão importante, Davi aparentava achar conforto nesse conhecimento. Em outras palavras, Davi parecia estar dizendo que veria seu filho bebê (no céu), embora não pudesse trazê-lo de volta.

Embora seja possível que Deus aplique o pagamento de Cristo pelo pecado àqueles que não podem crer, a Bíblia não diz especificamente que Ele faz isso. Portanto, este é um assunto sobre o qual não devemos ser inflexíveis ou dogmáticos. O fato de Deus aplicar a morte de Cristo àqueles que não podem acreditar parece consistente com Seu amor e misericórdia. É nossa posição que Deus aplica o pagamento de Cristo pelo pecado aos bebês e àqueles que são deficientes mentais, uma vez que não são mentalmente capazes de compreender seu estado pecaminoso e sua necessidade do Salvador, mas, novamente, não podemos ser dogmáticos. Disto temos certeza: Deus é amoroso, santo, misericordioso, justo e gracioso. Tudo o que Deus faz é sempre certo e bom, e Ele ama as crianças ainda mais do que nós.

English



Voltar à página principal em português

Onde encontro a idade da responsabilização na Bíblia?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries