Por que a humanidade de Jesus é tão importante?



 

Pergunta: "Por que a humanidade de Jesus é tão importante?"

Resposta:
A humanidade de Jesus é tão importante quanto a sua divindade. Jesus nasceu como um ser humano enquanto continuou sendo totalmente divino. O conceito da humanidade de Jesus coexistindo com a sua divindade é difícil para a mente finita do homem compreender. No entanto, a natureza de Jesus – inteiramente homem e inteiramente Deus - é um fato bíblico. Há aqueles que rejeitam estas verdades bíblicas e declaram que Jesus era um homem, mas não Deus (ebionismo). Por outro lado, o docetismo é a visão de que Jesus era Deus, mas não humano. Ambos os pontos de vista são falsos e não bíblicos.

Jesus teve que nascer como um ser humano por várias razões. Uma é descrita em Gálatas 4:4-5: "vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos." Somente um homem pode ser "nascido sob a lei." Nenhum animal ou ser angélico está "sob a lei". Somente os seres humanos nascem sob a lei, e apenas um ser humano poderia resgatar os outros seres humanos nascidos sob a mesma lei. Nascido sob a lei de Deus, todos os seres humanos são culpados de transgredir essa lei. Só um homem perfeito - Jesus Cristo - pode perfeitamente observar e cumprir a lei, redimindo-nos, assim, da nossa culpa. Jesus realizou a nossa redenção na cruz, trocando o nosso pecado por sua perfeita justiça (2 Coríntios 5:21).

Uma outra razão por que Jesus tinha de ser plenamente humano é que Deus estabeleceu a necessidade de derramamento de sangue para a remissão dos pecados (Levítico 17:11; Hebreus 9:22). O sangue dos animais, embora aceitável numa base temporária como um prenúncio do sangue do perfeito Deus-Homem, era insuficiente para a remissão permanente de pecado, porque "é impossível que o sangue de touros e de bodes remova pecados" (Hebreus 10:4). Jesus Cristo, o Cordeiro perfeito de Deus, sacrificou a sua vida humana e derramou o seu sangue humano para cobrir os pecados de todos os que acreditariam nele. Se ele não fosse humano, isto teria sido impossível.

Além disso, a humanidade de Jesus lhe permite se relacionar conosco de uma forma que os anjos ou animais nunca podem. "Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado" (Hebreus 4:15). Apenas um ser humano poderia compreender as nossas fraquezas e tentações. Em sua humanidade, Jesus foi submetido a todos os mesmos tipos de provações que nós somos, e Ele é, portanto, capaz de nos entender e ajudar. Ele foi tentado, perseguido, era pobre, foi desprezado, sofreu dor física e suportou as dores de uma morte prolongada e muito cruel. Apenas um ser humano poderia passar por estas coisas, e apenas um ser humano podia entendê-las completamente através da experiência.

Finalmente, era necessário que Jesus viesse em carne porque acreditar nessa verdade é um pré-requisito para a salvação. Declarar que Jesus veio em carne é a marca de um espírito de Deus, enquanto o Anticristo e todos os que o seguem irão negá-lo (1 João 4:2-3). Jesus veio na carne; Ele é capaz de se compadecer das nossas fraquezas humanas. O seu sangue humano foi derramado por nossos pecados e Ele era totalmente Deus e totalmente homem. Estas são as verdades bíblicas que não podem ser negadas.


Voltar à página principal em português

Por que a humanidade de Jesus é tão importante?