Está a guerra no céu em Apocalipse 12 descrevendo a queda original de Satanás ou uma batalha angelical do fim dos tempos?



 

Pergunta: "Está a guerra no céu em Apocalipse 12 descrevendo a queda original de Satanás ou uma batalha angelical do fim dos tempos?"

Resposta:
A última grande batalha angélica e a expulsão final de Satanás do céu é descrita em Apocalipse 12:7-12. Nesta passagem, João vê uma grande guerra que coloca Miguel e os anjos de Deus contra o dragão (Satanás) e seus anjos caídos ou demônios. Isso ocorrerá no fim dos tempos, durante a tribulação. Satanás, em seu grande orgulho e ilusão de que pode ser como Deus, vai liderar uma rebelião final contra o Senhor. Esse será um descompasso cósmico. O dragão e seus demônios perderão a batalha e serão expulsos do céu para sempre.

Sabemos que esta batalha ainda é futura por causa do contexto de Apocalipse 12. O versículo 6 diz que a mulher (Israel) foge do dragão (Satanás) "para o deserto, onde lhe havia Deus preparado lugar para que nele a sustentem durante mil duzentos e sessenta dias." O versículo 7 começa com as palavras Houve peleja. Enquanto Israel foge, explode uma guerra no reino celestial. A fuga da mulher em Apocalipse 12:6 corresponde ao chamado de Jesus para que os judeus que vivem na Judeia "fujam para os montes" ao verem a abominação da desolação (Mateus 24:16). No ponto médio da tribulação, o Anticristo mostrará quem realmente é, Satanás será confinado à terra, e Israel será divinamente protegido por 1.260 dias (três anos e meio ou a segunda metade da tribulação).

Um equívoco comum é que Satanás e seus demônios foram trancados no inferno após a queda de Satanás. Muitas passagens bíblicas deixam bem claro que Satanás não foi barrado do céu após a sua primeira rebelião. Em Jó 1:1-2:8, ele aparece diante de Deus para acusar Jó de ter segundas intenções em sua adoração a Deus. Em Zacarias 3, Satanás aparece novamente diante de Deus para acusar Josué, o sumo sacerdote. Além disso, o profeta Micaías relata uma visão de espíritos malignos na presença de Deus em 1 Reis 22:19-22. Assim, mesmo depois da queda, Satanás ainda tinha algum acesso ao céu.

Nesta era, Satanás e seus anjos ainda têm acesso limitado ao céu e se opõem aos anjos de Deus (Daniel 10:10-14). Entretanto, na batalha registrada em Apocalipse 12, Satanás e seus servos perderão todo acesso ao céu (versículo 8) e ficarão confinados a este planeta (versículo 9). Sua liberdade será reduzida, Satanás ficará "cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta" (versículo 12).

Haverá grande regozijo no céu quando o antigo acusador for proibido para sempre de caluniar os eleitos. No entanto, os habitantes da terra sofrerão terrivelmente após este evento por causa da raiva de Satanás e dos julgamentos restantes de Deus sobre a terra.

A batalha entre Miguel e Satanás será crucial. Quando os santos anjos de Deus derrotarem as hordas demoníacas, uma grande voz no céu dirá: "Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo" (Apocalipse 12:10). Os santos de Deus também participarão desta vitória: "Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram" (versículo 11).


Voltar à página principal em português

Está a guerra no céu em Apocalipse 12 descrevendo a queda original de Satanás ou uma batalha angelical do fim dos tempos?