O que é a glória shekinah?


Pergunta: "O que é a glória shekinah?"

Resposta:
A palavra shekinah não aparece na Bíblia, mas o conceito claramente aparece. Os rabinos judeus cunharam essa expressão extra-bíblica, uma forma de uma palavra hebraica que literalmente significa "ele fez habitar", significando que era uma visitação divina da presença ou morada do Senhor Deus nesta terra. A shekinah ficou evidente pela primeira vez quando os israelitas partiram de Sucote em sua fuga do Egito. Lá o Senhor apareceu em um pilar nebuloso durante o dia e em uma coluna de fogo durante a noite: “Tendo, pois, partido de Sucote, acamparam-se em Etã, à entrada do deserto. O SENHOR ia adiante deles, durante o dia, numa coluna de nuvem, para os guiar pelo caminho; durante a noite, numa coluna de fogo, para os alumiar, a fim de que caminhassem de dia e de noite. Nunca se apartou do povo a coluna de nuvem durante o dia, nem a coluna de fogo durante a noite” (Êxodo 13:20-22).

Deus falou a Moisés da coluna de nuvem em Êxodo 33, assegurando-lhe que Sua presença estaria com os israelitas (v. 9). O versículo 11 diz que Deus falou a Moisés “face a face” da nuvem, mas quando Moisés pediu para ver a glória de Deus, Deus lhe disse: “Não me poderás ver a face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá”(v. 20). Então, aparentemente, a manifestação visível da glória de Deus foi um pouco abafada. Quando Moisés pediu para ver a glória de Deus, Deus escondeu Moisés na fenda de uma rocha, cobriu-o com a Sua mão e passou pelo seu lado. Em seguida, Ele removeu a mão e Moisés viu apenas as Suas costas. Isso parece indicar que a glória de Deus é muito impressionante e poderosa para ser vista completamente pelo homem.

A manifestação visível da presença de Deus foi vista não apenas pelos israelitas, mas também pelos egípcios: “Na vigília da manhã, o SENHOR, na coluna de fogo e de nuvem, viu o acampamento dos egípcios e alvorotou o acampamento dos egípcios; emperrou-lhes as rodas dos carros e fê-los andar dificultosamente. Então, disseram os egípcios: Fujamos da presença de Israel, porque o SENHOR peleja por eles contra os egípcios” (Êxodo 14:24-25). Apenas a presença da glória shekinah de Deus foi suficiente para convencer os inimigos de que Ele não era alguém a quem resistir.

No Novo Testamento, Jesus Cristo é a morada da glória de Deus. Colossenses 2:9 nos diz que “porquanto, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade”, fazendo com que Jesus exclamasse a Filipe: “Quem me vê a mim vê o Pai” (João 14:9). Em Cristo, vemos a manifestação visível do próprio Deus na segunda pessoa da Trindade. Embora Sua glória também fosse velada, Jesus é, no entanto, a presença de Deus na terra. Assim como a presença divina residia em uma tenda relativamente simples chamada de “tabernáculo” antes do Templo em Jerusalém ser construído, também residia no relativamente simples homem que era Jesus. "... não tinha aparência nem formosura; olhamo-lo, mas nenhuma beleza havia que nos agradasse" (Isaías 53:2). No entanto, quando chegarmos ao céu, veremos tanto o Filho como o Pai em toda a sua glória, e a shekinah não será mais velada (1 João 3:2).

English
Voltar à página principal em português

O que é a glória shekinah?

Assine a pergunta da semana