settings icon
share icon
Pergunta

O que significa fugir da tentação?

Resposta


Fugir da tentação significa que a reconhecemos como uma inimiga e vamos para o outro lado, sem hesitação e sem transigências. 1 Coríntios 6:18 diz: “Fujam da imoralidade sexual! Qualquer outro pecado que uma pessoa cometer é fora do corpo; mas aquele que pratica imoralidade sexual peca contra o próprio corpo.” Embora a tentação em si não seja um pecado, a imoralidade sexual começa com a tentação de se envolver em atividade sexual fora dos limites de Deus. Quando não fugimos dessa tentação, a ação logo se segue.

O melhor e mais literal exemplo bíblico de alguém fugindo da tentação é encontrado em Gênesis 39, quando o jovem José, filho de Jacó, foi alvo de um caso adúltero pela esposa do seu senhor. Ela o tentou dia após dia, mas José manteve-se firme em suas convicções e rejeitou seus avanços. Ele não apenas se recusou a ir para a cama com ela, mas sabiamente se recusou “a ficar perto dela” (Gênesis 39:10). No entanto, um dia, quando não havia mais ninguém em casa, ela pegou José e puxou-o para si, tentando seduzi-lo: “Então ela o pegou pela roupa e lhe disse: — Venha para a cama comigo. Ele, porém, deixando a roupa nas mãos dela, saiu, fugindo para fora” (versículo 12). Esse é um excelente exemplo de fugir da tentação. José não ficou parado para discutir nem se deu tempo para reconsiderar. Ele fugiu.

Nós naturalmente fugimos do perigo. Quando o prédio em que estamos pega fogo, fugimos para um lugar mais seguro. Quando um furacão está prestes a atingir a costa, fugimos da costa. Infelizmente, quando muitas pessoas veem a tentação chegando, elas não fogem. Em vez de fugir da tentação, envolvem-se com ela, brincam com ela, apenas a adiam ou analisam; alguns cedem. Será que isso acontece porque a maioria das pessoas não reconhece o perigo inerente à tentação? Parece que estamos mais preocupados com os perigos físicos que ameaçam o corpo do que com os perigos espirituais que ameaçam a alma.

Romanos 13:14 diz: “Mas revistam-se do Senhor Jesus Cristo e não façam nada que venha a satisfazer os desejos da carne.” Satisfazer os desejos da carne é o oposto de fugir da tentação. Satisfazemos os seus desejos quando acomodamos as coisas que levam ao pecado e realmente fazemos preparativos para pecar. Aqueles que fazem provisão para a carne são como um pai excessivamente indulgente que ignora o mau comportamento de seu filho e satisfaz todos os seus caprichos. Quando nos permitimos permanecer em situações tentadoras em vez de fugir delas, estamos tolamente confiando na carne. Acreditamos na mentira de que a nossa carne pecaminosa de alguma forma encontrará forças para resistir no último momento. Então ficamos chocados e envergonhados quando, em vez de resistir, cedemos.

Deus dá força e coragem a qualquer um de Seus filhos que vivem rendidos à Sua vontade (2 Tessalonicenses 2:16–17; Hebreus 12:10–12). “Torre forte é o nome do Senhor; o justo corre para ela e está seguro” (Provérbios 18:10). Somos ordenados em todas as Escrituras a permanecer firmes e a resistir aos esquemas do diabo (Efésios 6:10-18; Tiago 4:7; 1 Pedro 5:9). As armadilhas de Satanás são muitas e variadas e geralmente começam com um pensamento ou situação tentadora. Uma maneira de resistir ao diabo é fugir ao primeiro sinal de tentação.

À medida que fugimos da tentação, naturalmente fugimos para outra coisa, e Paulo nos diz o que deve ser: “Fuja das paixões da mocidade. Siga a justiça, a fé, o amor e a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor” (2 Timóteo 2:22). A sabedoria reconhece o perigo da tentação e nos manda fugir dela. “O prudente vê o mal e se esconde; mas os ingênuos seguem em frente e sofrem as consequências” (Provérbios 22:3).

English



Voltar à página principal em português

O que significa fugir da tentação?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries