Pode realmente existir um ex-cristão?



 

Pergunta: "Pode realmente existir um ex-cristão?"

Resposta:
Esta é uma questão para a qual definitivamente existe uma resposta bíblica clara e explícita. 1 João 2:19 declara: "Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos." Esta Escritura deixa bem claro — não é possível ser um ex-cristão. Se uma pessoa verdadeiramente for cristã, ela nunca se afastará da fé: "porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco". Se uma pessoa que afirmou ser cristã nega a fé, ele/ela não era um verdadeiro cristão. "Eles saíram de nosso meio; entretanto, não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos". Não, não é possível ser um ex-cristão.

É importante distinguir entre um cristão verdadeiro e um cristão "somente em nome". Um verdadeiro cristão é uma pessoa que tem confiado plenamente em Jesus Cristo, e só nEle, para a salvação. Um verdadeiro cristão é uma pessoa que entende o que a Bíblia diz sobre o pecado, a penalidade do pecado, quem é Jesus, o que Jesus fez por nós e como isso provê o perdão do pecado. Um verdadeiro cristão é uma pessoa que recebeu Jesus Cristo como Salvador pessoal, tornou-se uma nova criação (2 Coríntios 5:17) e está sendo transformado progressivamente na imagem de Cristo. Um verdadeiro cristão é uma pessoa que permanece cristã pelo poder do Espírito Santo (Efésios 4:13, 30; 2 Coríntios 1:22). Este verdadeiro cristão nunca pode se tornar um ex-cristão. Ninguém que tenha confiado verdadeiramente e plenamente em Cristo como Salvador poderia negar a Ele. Ninguém que verdadeiramente compreende o mal do pecado, o terror das consequências do pecado, o amor de Cristo e a graça e a misericórdia de Deus pode se voltar contra a fé cristã.

Há muitos neste mundo que afirmam ser cristãos, mas não o são. Ser cristão não significa ser uma certa nacionalidade ou ter uma determinada cor de pele. Ser cristão não significa reconhecer que Jesus foi um grande mestre, e nem apenas buscar seguir os seus ensinamentos. Ser cristão significa ser um representante de Cristo e um seguidor/servo de Cristo. Há pessoas que tiveram alguma conexão com uma igreja "cristã" e depois renunciaram a essa conexão. Há pessoas que "provaram" e "experimentaram" Jesus Cristo, sem nunca o receberem como Salvador. No entanto, não existe um verdadeiro ex-cristão. Um verdadeiro cristão nunca irá, e nunca poderia, renunciar à fé. Qualquer pessoa que afirmou ser cristã, mas depois rejeita a fé cristã, nunca foi realmente um cristão.


Voltar à página principal em português

Pode realmente existir um ex-cristão?