O que são os evangelhos gnósticos?



 

Pergunta: "O que são os evangelhos gnósticos?"

Resposta:
Os evangelhos gnósticos são escritos dos "cristãos" gnósticos primitivos. Após o primeiro século do Cristianismo, duas divisões primárias foram desenvolvidas - os cristãos ortodoxos e os gnósticos. Os cristãos ortodoxos mantiveram os livros que agora temos na Bíblia e a doutrina hoje considerada a teologia ortodoxa. Os cristãos gnósticos, se é que podem realmente ser chamados de cristãos, tinham uma visão bem diferente da Bíblia, de Jesus Cristo, da salvação e de praticamente todas as outras grandes doutrinas cristãs. No entanto, eles não tinham quaisquer escritos apostólicos que dessem legitimidade às suas crenças.

Isso explica por que e como os evangelhos gnósticos foram criados. Os gnósticos de forma fraudulenta anexaram os nomes de cristãos famosos aos seus escritos, como o evangelho de Tomé, o Evangelho de Filipe, o Evangelho de Maria, etc. A descoberta da biblioteca de Nag Hammadi, no norte do Egito em 1945, representou uma importante descoberta de evangelhos gnósticos. Esses evangelhos são muitas vezes apontados como os supostos "livros perdidos da Bíblia."

Qual deve ser a nossa resposta aos evangelhos gnósticos? Devem alguns ou todos eles estar na Bíblia? Não, não devem. Primeiro, como dito acima, os evangelhos gnósticos são falsificações escritas de forma fraudulenta nos nomes dos apóstolos a fim de dar-lhes legitimidade na igreja primitiva. Felizmente, os pais da igreja primitiva quase unanimemente reconhecerem que esses evangelhos gnósticos promoviam falsos ensinamentos. Existem inúmeras contradições entre os evangelhos gnósticos e os verdadeiros Evangelhos de Mateus, Marcos, Lucas e João. Os evangelhos gnósticos podem ser uma boa fonte para o estudo das heresias cristãs primitivas, mas devem ser rejeitados como não pertencendo à Bíblia e não representando a verdadeira fé cristã.


Voltar à página principal em português

O que são os evangelhos gnósticos?