A esposa precisa se submeter ao marido?


Pergunta: "A esposa precisa se submeter ao marido?"

Resposta:
A submissão é uma questão importante em relação ao casamento. Aqui está o mandamento bíblico claro: “Esposas, que cada uma de vocês se sujeite a seu próprio marido, como ao Senhor; porque o marido é o cabeça da esposa, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo ele próprio o salvador do corpo. Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também a esposa se sujeite em tudo ao seu próprio marido” (Efésios 5:22–24).

Mesmo antes de o pecado entrar no mundo, já havia o princípio da liderança do marido (1 Timóteo 2:13). Adão foi criado primeiro e Eva foi criada para ser sua "auxiliadora" (Gênesis 2:18–20). Deus estabeleceu vários tipos de autoridade no mundo: governos para fazer valer a justiça na sociedade e fornecer proteção; pastores para liderar e alimentar as ovelhas de Deus; maridos para amar e nutrir suas esposas; e pais para admoestar seus filhos. Em cada caso, é necessária a submissão: cidadão ao governo, rebanho ao pastor, esposa ao marido, filho ao pai.

A palavra grega traduzida como "submeter ou sujeitar", hupotasso, é a forma contínua do verbo. Isso significa que submeter-se a Deus, ao governo, ao pastor ou ao marido não é um ato único. É uma atitude contínua que se torna um padrão de comportamento.

Primeiro, é claro, somos responsáveis por nos submeter a Deus, que é a única maneira pela qual podemos realmente obedecê-lO (Tiago 1:21; 4:7). E cada cristão deve viver em humilde e pronta submissão a outros (Efésios 5:21). No que diz respeito à submissão na unidade familiar, 1 Coríntios 11:2–3 diz que o marido deve se submeter a Cristo (como Cristo Se submeteu a Deus Pai) e a esposa deve se submeter ao marido.

Atualmente, há muito equívocos em nosso mundo sobre os papéis de marido e mulher em um casamento. Mesmo quando os papéis bíblicos são entendidos adequadamente, muitos optam por rejeitá-los em favor de uma suposta "emancipação" das mulheres, com o resultado de que a unidade familiar é dividida. Não é surpresa que o mundo rejeite o desígnio de Deus, mas o povo de Deus deve comemorar com alegria esse desígnio.

Submeter não é uma palavra ruim. A submissão não é um reflexo de inferioridade ou de menor valor. Cristo constantemente Se submeteu à vontade do Pai (Lucas 22:42; João 5:30), sem abrir mão de um pingo de Seu valor.

Para combater a desinformação do mundo em relação à submissão de uma esposa ao marido, devemos observar cuidadosamente o seguinte em Efésios 5:22–24: 1) A esposa deve se submeter a um homem (seu marido), não a todo homem. O comando a submeter-se não se estende ao lugar de uma mulher na sociedade em geral. 2) A esposa deve se submeter voluntariamente ao marido em obediência pessoal ao Senhor Jesus. Ela se submete ao marido porque ama a Jesus. 3) O exemplo da submissão de uma esposa é o da igreja a Cristo. 4) Nada é dito sobre as habilidades, talentos ou valor da esposa; o fato de ela se submeter ao marido não implica que seja inferior ou menos digna de qualquer forma. Observe também que não há qualificadores ao comando de se sujeitar, exceto "em tudo". Portanto, o marido não precisa passar por um teste de aptidão ou inteligência antes de sua esposa se submeter. Pode ser que a esposa esteja mais qualificada do que ele para liderar de várias maneiras, mas ela escolhe seguir as instruções do Senhor de se submeter à liderança de seu marido. Ao fazer isso, uma esposa piedosa pode até conquistar seu marido incrédulo para o Senhor "sem palavra alguma", simplesmente por seu santo comportamento (1 Pedro 3:1).

A submissão deve ser uma resposta natural à liderança amorosa. Quando um marido ama sua esposa como Cristo ama a igreja (Efésios 5:25–33), então a submissão é uma resposta natural de uma esposa para seu marido. Entretanto, independentemente do amor do marido ou da falta dele, a esposa é ordenada a se submeter "como ao Senhor" (versículo 22). Isso significa que sua obediência a Deus - sua aceitação do plano dEle - resultará em sua submissão ao marido. A comparação "como ao Senhor" também lembra a esposa de que existe uma autoridade superior a quem ela presta contas. Portanto, a esposa não é obrigada a desobedecer à lei civil ou à lei de Deus em nome da "submissão" ao marido. Ela submete-se às coisas que são corretas, lícitas e que honram a Deus. É claro que não "se submete" a abusos - isso não é certo, lícito e nem honra a Deus. Tentar usar o princípio da "submissão" para justificar o abuso é distorcer as Escrituras e promover o mal.

A submissão da esposa ao marido em Efésios 5 não permite que o marido seja egoísta ou dominador. Seu mandamento é amar (versículo 25), e ele é responsável perante Deus por cumprir esse mandamento. O marido deve exercer sua autoridade com sabedoria, graça e no temor do Deus a quem deve prestar contas.

Quando uma esposa é amada pelo marido como a igreja é amada por Cristo, a submissão não é difícil. Efésios 5:24 diz: “Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também a esposa se sujeite em tudo ao seu próprio marido.” No casamento, a submissão é uma posição de dar honra e respeito ao marido (veja Efésios 5:33) e completar o que lhe falta. É o plano sábio de Deus sobre como a família deve funcionar.

O comentarista Matthew Henry escreveu: “A mulher foi feita de uma costela de Adão. Não foi tirada dos seus pés para ser por ele pisada, mas do seu lado, para lhe ser igual, debaixo do braço, para ser protegida, e de perto do coração, para ser amada.” O contexto imediato dos mandamentos para o marido e a esposa em Efésios 5:19–33 envolve o preenchimento do Espírito. Os crentes cheios do Espírito devem ser adoradores (5:19), agradecidos (5:20) e submissos (5:21). Paulo segue essa linha de pensamento sobre a vida cheia do Espírito e a aplica às esposas nos versículos 22–24. A esposa deve se submeter ao marido, não porque as mulheres são inferiores (a Bíblia nunca ensina isso), mas porque é assim que Deus projetou que o relacionamento conjugal funcionasse.

English
Voltar à página principal em português

A esposa precisa se submeter ao marido?

Descubra como ...

receber a vida eterna



receber o perdão de Deus



Assine a pergunta da semana