ã
settings icon
share icon
Pergunta

O que Números 32:23 quer dizer quando afirma: ‘Sabei que o vosso pecado vos há de achar’?

Resposta


Números 32:23 diz: “sabei que o vosso pecado vos há de achar”. Esta é uma advertência curiosa, especialmente se lida isoladamente. Sendo assim, vamos revisar o seu contexto, especialmente todo o capítulo de Números 32, e então ver o que mais a Bíblia tem a dizer sobre o tópico do nosso pecado ser “descoberto”.

A declaração “sabei que o vosso pecado vos há de achar” é feita na conclusão do êxodo de Israel do Egito. Depois de vagar no deserto por 40 anos, as tribos de Israel estavam finalmente se preparando para cruzar o rio Jordão para a Terra Prometida. Homens em idade militar de todas as doze tribos eram obrigados a ajudar cada tribo a conquistar o seu território designado, uma tarefa que envolveria muito tempo e dificuldades.

Antes de os israelitas cruzarem o Jordão, as tribos de Gade e Rúben deixaram claro que gostavam de onde estavam, a leste do Jordão. A terra ali era ideal para a criação de gado (Números 32:1), e os líderes dessas tribos se aproximaram de Moisés pedindo permissão para se estabelecerem no lado leste, e não em Canaã. Moisés a princípio disse “não”: “Irão vossos irmãos à guerra, e ficareis vós aqui?” (versículo 6). Ele então os acusou de não desejarem entrar na Terra Prometida, como a geração anterior havia feito: “Assim fizeram vossos pais” (versículo 8). E ele os lembrou de que foi exatamente esse pecado que fez com que a ira do Senhor ardesse contra eles por 40 anos, e ele os advertiu que arriscavam trazer destruição sobre toda a nação novamente (versículos 13–15).

Mas Gade e Rúben tinham uma intenção diferente, como explicaram. Eles perguntaram a Moisés se poderiam deixar seus rebanhos e famílias para trás em assentamentos enquanto os homens se armavam e iam para a guerra em Canaã. Depois de garantirem que não estavam abandonando seus irmãos israelitas, Moisés concordou com o pedido deles. Moisés lhes disse que deveriam lutar até que a terra fosse subjugada, e só então poderiam retornar à sua propriedade a leste do Jordão. Moisés então acrescentou o aviso: “Porém, se não fizerdes assim, eis que pecastes contra o Senhor; e sabei que o vosso pecado vos há de achar” (Números 32:23).

Quando Moisés disse: “sabei que o vosso pecado vos há de achar”, ele não quis dizer: “Todos descobrirão seu pecado”. Se as tribos transjordanianas não cumprissem a sua promessa, seria um pecado contra o Senhor e toda a nação, e o seu pecado seria óbvio para todos. Em vez disso, o aviso de Moisés de que poderiam ter certeza de que seu pecado os acharia sugere a natureza estranha, mas verdadeira, do pecado.

Em vários lugares da Bíblia, o pecado é descrito em termos que o fazem parecer um ser vivo com mente e vontade próprias. Deus avisa poeticamente a Caim que “o pecado jaz à porta; o seu desejo será contra ti, mas a ti cumpre dominá-lo” (Gênesis 4:7). Tiago explica como, figurativamente falando, “cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Então, a cobiça, depois de haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, uma vez consumado, gera a morte” (Tiago 1:14-15). Paulo, em Romanos 7:14-25, descreve o pecado como se fosse um ser vivendo dentro dele, escravizando-o contra a sua vontade e forçando-o a fazer o que ele mesmo odeia e condena: “... já não sou eu quem o faz, e sim o pecado que habita em mim” (versículo 20).

Na afirmação “e sabei que o vosso pecado vos há de achar” é revelado o mistério do pecado. A natureza do pecado é tal que, quer os outros descubram ou não o seu pecado, o seu pecado irá “descobrir você”. Você não pode fugir das consequências. O pecado carrega dentro de si o poder de retribuir o pecador, e a retribuição do pecado é o inferno. Nem pense em brincar com o pecado. Ele não pode ser domado, ultrapassado ou sacudido. Não importa o quão seguro você acha que esteja, se você é um pecador, o seu pecado o descobrirá.

A advertência de Moisés às tribos de Israel, “e sabei que o vosso pecado vos há de achar”, é ecoada por Paulo: “Não vos enganeis: de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará. Porque o que semeia para a sua própria carne da carne colherá corrupção; mas o que semeia para o Espírito do Espírito colherá vida eterna” (Gálatas 6:7-8). A única maneira de escapar das consequências do pecado é ser perdoado do seu pecado pela fé na morte e ressurreição de Cristo (Romanos 10:9; 1 João 2:2; Apocalipse 1:5).

English



Voltar à página principal em português

O que Números 32:23 quer dizer quando afirma: ‘Sabei que o vosso pecado vos há de achar’?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries