settings icon
share icon
Pergunta

Qual foi o propósito do dilúvio no tempo de Noé? Por que Deus inundou a terra?

Resposta


Gênesis 6 dá o triste relato do estado da humanidade antes do dilúvio mundial durante os dias de Noé. Gênesis 6:5 declara: “Viu o Senhor que a maldade do homem se havia multiplicado na terra e que era continuamente mau todo desígnio do seu coração.” O nível de pecado e corrupção entre a população humana era impressionante: as pessoas pensavam em fazer o mal “continuamente”. O mal da humanidade teria resultado em doenças, derramamento de sangue e morte. Os fracos ou doentes (bebês, crianças, mulheres e deficientes) teriam sido explorados e constantemente prejudicados por causa das más ações dos outros.

Além disso, “vendo os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas, tomaram para si mulheres, as que, entre todas, mais lhes agradaram” (Gênesis 6:2). Na língua hebraica, esses “filhos de Deus” eram “bene elohim”. Este termo é geralmente aplicado a anjos (veja Jó 1:6). Gênesis parece estar afirmando que, de alguma forma, havia uma união física entre anjos e mulheres humanas. A descendência não natural desta união foram os “nefilins” (Gênesis 6:4). A palavra nefilins é diretamente transliterada do hebraico. A raiz antiga da palavra implica uma “queda”. O que quer que a palavra realmente signifique (em algumas versões da Bíblia é traduzida como “gigantes” ou “valentes”), as Escrituras descrevem os nefilins como “varões de renome, na antiguidade.” Alguns teólogos acreditam que Deus simplesmente não poderia permitir que essa descendência corrupta existisse na terra, e isso foi parte do motivo do dilúvio.

O que pode ser entendido sem dúvida é que o mundo que era então, o mundo de Noé, era incrivelmente corrupto e pervertido. Gênesis 6:6 nos diz que “então, se arrependeu o Senhor de ter feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração.” O “arrependimento” do Senhor é diferente do nosso. Criar a humanidade à imagem de Deus não foi um “erro” da parte do Senhor. A palavra hebraica nahem também pode ser traduzida como “entristecido”. As ações depravadas da humanidade entristeceram a Deus em Seu santíssimo coração.

Deus respondeu ao pecado do homem de uma maneira santa e justa, mas também de uma maneira que salvou a humanidade. “Disse o Senhor: Farei desaparecer da face da terra o homem que criei, o homem e o animal, os répteis e as aves dos céus; porque me arrependo de os haver feito. Porém Noé achou graça diante do Senhor” (Gênesis 6:7-8). Sim, todas as pessoas na terra morreram, exceto as oito consideradas justas aos olhos de Deus: Noé, a esposa de Noé, e os três filhos de Noé e suas esposas. As Escrituras indicam que Noé testemunhou ao mundo sobre o dilúvio vindouro por 120 anos. As pessoas que morreram no dilúvio morreram porque se recusaram a reconhecer a Deus ou buscar o Seu perdão. Noé, por outro lado, é descrito como justo, irrepreensível e obediente, pois “andava com Deus” (Gênesis 6:9).

Noé e sua família se tornaram nossos ancestrais. A população poluída e injusta do mundo de Noé desapareceu da terra. A humanidade foi salva, e da linhagem do justo Noé veio o Filho do Homem, Jesus Cristo, nosso Senhor, que morreu para salvar aqueles que invocam o Seu nome.

English



Voltar à página principal em português

Qual foi o propósito do dilúvio no tempo de Noé? Por que Deus inundou a terra?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries