settings icon
share icon
Pergunta

O dilúvio mencionado em Gênesis pode ser comprovado? Existe evidência para o relato bíblico de um dilúvio global?

Resposta


O dilúvio registrado em Gênesis 6 não pode ser provado com absoluta certeza, mas há ampla evidência para apoiar a visão de que um dilúvio global ocorreu. A Bíblia apresenta o dilúvio como parte do início da história mundial, mas certamente há céticos que rejeitarão as evidências.

Uma evidência do dilúvio dos dias de Noé é a abundância de histórias de dilúvio global encontradas em uma ampla variedade de culturas. Antropólogos têm catalogado centenas de lendas antigas de dilúvios de todo o mundo. Os antigos babilônios, nativos americanos, aborígenes australianos, astecas, romanos, gregos, chineses, maias, inuítes e muitos outros registraram histórias de dilúvio. Além disso, suas histórias compartilham muitas semelhanças com o relato de Gênesis, incluindo um deus irado e pessoas que sobreviveram ao dilúvio em um barco.

Uma segunda área de evidência para o dilúvio de Gênesis 6 é a evidência física encontrada na superfície da Terra. Por exemplo, 75% da superfície terrestre é composta por rochas sedimentares – rochas que foram lavadas, dissolvidas em fluidos e redepositadas em outro lugar. Os fósseis são encontrados em muitas dessas camadas sedimentares. É comum encontrar cemitérios de fósseis maciços consistindo de restos fósseis misturados, esmagados e contorcidos que dão a aparência de um grande número de animais destruídos simultaneamente por uma força incrível.

Uma terceira área de evidência para o dilúvio dos dias de Noé é o movimento de longa distância de vários tipos de rocha. Por exemplo, os cientistas descobriram quartzitos a mais de 300 milhas de sua fonte no Oregon, um fenômeno que não ocorre mais hoje. Os minerais deslocados podem ser o resultado do que é falado no Salmo 104:6-8 – as águas que se erguem acima das montanhas e descem violentamente para os vales.

Uma quarta linha de evidência para o dilúvio global é a presença de abundantes restos fósseis de vida marinha no topo de todas as principais cadeias de montanhas do mundo, incluindo do Himalaia. O que pode ter causado esse fenômeno? Uma inundação global em que a água cobriu as montanhas mais altas poderia explicar isso. Gênesis 7:18–19 observa que “predominaram as águas e cresceram sobremodo na terra; a arca, porém, vogava sobre as águas. Prevaleceram as águas excessivamente sobre a terra e cobriram todos os altos montes que havia debaixo do céu.” Os cientistas ainda precisam fornecer uma teoria alternativa adequada para a abundância de vida marinha fossilizada em altas altitudes.

A própria Bíblia serve como uma linha adicional de apoio. Repetidamente, a história da Bíblia tem sido validada através de uma variedade de meios. Se as Escrituras são precisas em muitas outras áreas da história, por que seu relato de um dilúvio global seria contestado? Juntamente com as evidências das várias narrativas do dilúvio global, fósseis abundantes e fósseis marinhos de alta altitude, o relato da Bíblia oferece um cenário plausível para o que aconteceu durante o tempo de Noé.

English



Voltar à página principal em português

O dilúvio mencionado em Gênesis pode ser comprovado? Existe evidência para o relato bíblico de um dilúvio global?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries