settings icon
share icon
Pergunta

O que é o Dia do Julgamento?

Resposta


O Dia do Julgamento é o dia do último julgamento de Deus sobre a humanidade pecadora. Há várias passagens nas Escrituras que se referem ao julgamento final após a morte no final dos tempos, quando todos estarão diante de Deus e Ele fará o julgamento final sobre suas vidas.

A Bíblia nos avisa sobre o Dia do Julgamento. O profeta Malaquias escreveu: “Pois eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como restolho; e o dia que está para vir os abrasará, diz o Senhor dos exércitos, de sorte que não lhes deixará nem raiz nem ramo” (Malaquias 4:1). João Batista falou da necessidade de “fugir da ira vindoura” (Lucas 3:7). Paulo escreveu ao impenitente: “Mas, segundo a tua dureza e teu coração impenitente, entesouras ira para ti no dia da ira e da revelação do justo juízo de Deus, que retribuirá a cada um segundo as suas obras” (Romanos 2:5-6; cf. Salmo 62:12). O Dia do Julgamento é uma coisa certa.

As Escrituras registram várias vezes quando Deus julgou indivíduos e nações. Por exemplo, Isaías 17-23 é uma série de julgamentos proferidos contra Damasco, Egito, Cuche, Babilônia, Egito, Arábia, Jerusalém e Tiro. Esses julgamentos localizados servem para prenunciar o julgamento por vir (Isaías 24 descreve o julgamento de Deus sobre o mundo inteiro). Frequentemente, há um julgamento temporal sobre o pecado que ocorre nesta vida, mas o julgamento final ocorrerá no fim dos tempos. Apocalipse 19:17–21 registra uma grande batalha na qual os inimigos de Deus são massacrados (e esta pode muito bem ser a imagem que vem à mente quando se pensa no Dia do Julgamento). No entanto, este é apenas um julgamento temporal sobre as pessoas vivas no momento da grande batalha. O julgamento final envolverá todos os que já viveram e entregará as pessoas ao seu destino final.

Apocalipse 20:11–15 contém uma das descrições mais vívidas do Dia do Julgamento: “E vi um grande trono branco e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiram a terra e o céu; e não foi achado lugar para eles. E vi os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono; e abriram-se uns livros; e abriu-se outro livro, que é o da vida; e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, segundo as suas obras. O mar entregou os mortos que nele havia; e a morte e o hades entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, cada um segundo as suas obras. E a morte e o hades foram lançados no lago de fogo. Esta é a segunda morte, o lago de fogo. E todo aquele que não foi achado inscrito no livro da vida, foi lançado no lago de fogo.”

Nesta passagem, vemos que Deus é o juiz final. De acordo com Jesus, é o Filho quem fará o julgamento final, então deve ser Ele quem está sentado no trono (João 5:16-30; cf. Apocalipse 7:17).

Além disso, vemos que esse julgamento é abrangente. Estes são todos os que já morreram, pequenos e grandes (insignificantes e importantes). Ninguém escapa do Dia do Julgamento.

O julgamento do Dia do Julgamento é realizado de acordo com o que os indivíduos fizeram em suas vidas – serão julgados de acordo com suas obras. Uma pessoa não será julgada de acordo com o que os outros fizeram ou não fizeram; ela enfrentará o julgamento sozinha, responsável por suas próprias ações.

Embora o julgamento seja baseado em obras, não é uma comparação entre as boas ações e as más. Em última análise, nossa entrada no céu ou no inferno depende de nossos nomes estarem ou não registrados no livro da vida. Aqueles que não estão registrados no livro da vida serão lançados no lago de fogo. Apocalipse 21:27 reitera que apenas aqueles cujos nomes estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro entrarão no novo céu e nova terra.

À luz dos altos riscos envolvidos (destino eterno), caberia a cada pessoa certificar-se de que está preparada para o Dia do Julgamento final com antecedência. Como pode um pecador culpado (e todos nós somos culpados) ter seu nome escrito no Livro da Vida do Cordeiro e, portanto, comparecer diante dEle no julgamento final e ser declarado "inocente"? Como um pecador pode ser justificado diante de um Deus santo e justo e evitar Sua ira? A Bíblia nos dá uma resposta clara.

“Justificados, pois, pela fé, tenhamos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo” (Romanos 5:1). A pessoa que tem fé em Cristo já recebeu o julgamento. Essa pessoa tem sido justificada - isto é, declarada justa - por Deus com base na obra perfeita de Cristo em seu nome. É como se o julgamento final que teria acontecido no Dia do Julgamento tivesse sido proferido com antecedência. Todos os que têm fé em Cristo são declarados justos e seus nomes estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro. Eles não têm nada a temer no Dia do Julgamento porque sua punição já foi suportada por Cristo na cruz (Romanos 8:1). Para aqueles que têm fé em Cristo, o Dia do Julgamento será o dia da salvação final, quando serão resgatados de todos os efeitos adversos do pecado (Malaquias 4:2-3).

“E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depois o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação” (Hebreus 9:27-28).

English



Voltar à página principal em português

O que é o Dia do Julgamento?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries