settings icon
share icon
Pergunta

Qual é a chave para darmos frutos como um cristão?

Resposta


No mundo natural, o fruto é o resultado de uma planta saudável produzindo o que foi projetada para produzir (Gênesis 1:11-12). Na Bíblia, a palavra fruto é frequentemente usada para descrever as ações externas de uma pessoa que resultam da condição do coração.

Um bom fruto é aquele produzido pelo Espírito Santo. Gálatas 5:22-23 nos dá um ponto de partida: o fruto do Seu Espírito é amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Quanto mais permitirmos que o Espírito Santo tenha controle em nossas vidas, mais esse fruto é evidente (Gálatas 5:16, 25). Jesus disse aos Seus seguidores: “…eu os escolhi e os designei para que vão e deem fruto, e o fruto de vocês permaneça” (João 15:16). O fruto justo tem benefício eterno.

Jesus nos disse claramente o que devemos fazer para darmos bons frutos. Ele disse: “Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Como o ramo não pode produzir fruto de si mesmo se não permanecer na videira, assim vocês não podem dar fruto se não permanecerem em mim. Eu sou a videira, vocês são os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim vocês não podem fazer nada” (João 15:4-5). Um galho deve ficar firmemente preso ao tronco para permanecer vivo. Como discípulos de Cristo, devemos permanecer firmemente conectados a Ele para permanecermos espiritualmente produtivos. Um galho extrai força, nutrição, proteção e energia da videira. Se for quebrado, morre rapidamente e torna-se infrutífero. Quando negligenciamos a nossa vida espiritual, ignoramos a Palavra de Deus, raramente oramos e retemos áreas de nossas vidas do escrutínio do Espírito Santo, somos como um ramo quebrado da videira. Nossas vidas tornam-se infrutíferas. Precisamos de rendição diária, comunicação diária e arrependimento e conexão com o Espírito Santo diariamente – às vezes de hora em hora - para que vivamos “no Espírito” e “jamais satisfaçamos os desejos da carne” (Gálatas 5:16). Permanecer intimamente ligado à Videira Verdadeira é a única maneira de “darmos fruto na velhice” (Salmo 92:14), de “corrermos e não nos cansarmos” (Isaías 40:31) e de não cansarmos “de fazer o bem” (Gálatas 6:9).

Uma falsificação dos bons frutos é o fingimento. Podemos nos tornar especialistas nas rotinas, no jargão e no “agir cristão”, sem experimentar nenhum poder real e sem produzir frutos eternos. Nossos corações permanecem egocêntricos, raivosos e sem alegria, mesmo enquanto nos esforçamos para servir a Deus. Podemos facilmente cair no pecado dos fariseus dos dias de Jesus ao julgar a nós mesmos por como achamos que parecemos aos outros e negligenciar aquele lugar secreto do coração onde todos os bons frutos germinam. Quando amamos, desejamos, buscamos e tememos as mesmas coisas que o resto do mundo faz, não estamos permanecendo em Cristo, mesmo que nossas vidas possam estar cheias de atividades relacionadas à igreja. E, muitas vezes, não percebemos que estamos vivendo vidas infrutíferas (1 João 2:15-17).

Nossas obras serão testadas pelo fogo. Usando uma metáfora diferente do fruto, 1 Coríntios 3:12-15 diz: “E, se o que alguém edifica sobre o fundamento é ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno ou palha, a obra de cada um se tornará manifesta, pois o Dia a demonstrará. Porque será revelada pelo fogo, e o fogo provará qual é a obra de cada um. Se aquilo que alguém edificou sobre o fundamento permanecer, esse receberá recompensa. Se a obra de alguém se queimar, esse sofrerá dano. Porém ele mesmo será salvo, mas como que através do fogo.”

Deus é o juiz até mesmo dos nossos pensamentos e motivações. Todos serão trazidos à luz quando estivermos diante dEle (Hebreus 4:12–13). Uma pobre viúva em uma cabana de apenas um cômodo pode dar tanto fruto quanto um televangelista liderando cruzadas gigantes se ela tiver rendido tudo a Deus e estiver usando tudo o que Ele lhe deu para a Sua glória. Como o fruto é único para cada árvore, nosso fruto é único para nós. Deus sabe o que confiou a cada um de nós e o que espera que façamos com isso (Lucas 12:48). Nossa responsabilidade diante de Deus é sermos “fiéis no pouco” para que Ele possa confiar em nós com muito (Mateus 25:21).

English



Voltar à página principal em português

Qual é a chave para darmos frutos como um cristão?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries