settings icon
share icon
Pergunta

O que a Bíblia diz sobre curvar-se ou ajoelhar-se em oração?

Resposta


O Salmo 95:6 diz: “Vinde, adoremos e prostremo-nos; ajoelhemos diante do Senhor, que nos criou.” Curvar-se e ajoelhar-se há muito é associado à adoração e reverência (veja 2 Crônicas 6:13; Salmo 138:2; Daniel 6:10). De fato, a palavra hebraica para “adoração” significa “curvar-se”. Mas será que curvar-se ou ajoelhar-se é a única postura que devemos adotar ao adorar ou orar?

O primeiro exemplo registrado na Bíblia de se curvar em reverência está em Gênesis 18:2, quando os três visitantes celestiais vieram a Abraão. O patriarca sabia que representavam Deus, e ele se curvou ao chão em boas-vindas. Algumas gerações depois, Faraó, rei do Egito, ordenou que todos os egípcios se curvassem a José como sinal de respeito pelo ex-escravo promovido a segundo em comando (Gênesis 41:42–43). Assim, muito cedo na história humana, curvar-se ou ajoelhar-se passou a representar uma posição humilde diante de alguém de maior importância.

Curvar-se e ajoelhar-se diante de governantes e deuses falsos tornaram-se comuns na época em que Deus deu a Lei a Moisés. Deus queria estabelecer alguns novos limites sobre a adoração devida a Ele. O segundo mandamento diz: “Não farás para ti nenhum ídolo, nenhuma imagem de qualquer coisa no céu, na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante deles nem lhes prestarás culto, porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso…” (Êxodo 20:4-5). Deus reserva qualquer forma de adoração para Si mesmo, e curvar-se diante de alguém ou de alguma outra coisa como forma de adoração é proibido. Em Apocalipse 19:10, João cai aos pés do anjo que estava explicando-lhe uma visão, mas o anjo imediatamente o corrige: “Não faça isso! Sou servo como você e como os seus irmãos que se mantêm fiéis ao testemunho de Jesus. Adore a Deus!"

Curvar-se e ajoelhar-se não eram as únicas posturas adotadas pelos adoradores na Bíblia. Moisés e Arão prostraram-se diante do Senhor, e a Sua glória os cobriu (Números 20:6). Ezequiel caiu de bruços de tristeza, clamando ao Senhor, e o Senhor lhe respondeu (Ezequiel 11:13–14). Os levitas deviam “se apresentar todas as manhãs e todas as tardes para agradecer e louvar ao Senhor” (1 Crônicas 23:30). O rei Davi “entrou no tabernáculo, assentou-se diante do Senhor” para orar (2 Samuel 7:18). Jesus “olhou para o céu e orou” quando ofereceu a Sua oração mais longa registrada (João 17), e Paulo exortou “os homens orem em todo lugar, levantando mãos santas, sem ira e sem discussões” (1 Timóteo 2:8). De acordo com a Bíblia, há mais de uma postura correta para adoração ou oração.

Embora as representações físicas da adoração sejam importantes, e todo o nosso ser deva estar engajado na adoração a Deus, a postura de nossos corações é mais importante do que a posição de nossos corpos. Quando a postura de nossos corações é de humildade e admiração, nossos corpos muitas vezes anseiam por expressar isso de forma física. Ajoelhar-se, curvar-se, deitar de bruços, inclinar a cabeça e levantar as mãos são expressões físicas das atitudes de nossos corações. É claro que, sem uma postura correspondente em nossos corações, as ações físicas são um espetáculo vazio. O Salmo 51:17 resume eloquentemente o desejo de Deus para nossa adoração: “Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.”

A verdadeira adoração é um estilo de vida, não uma atividade. Embora tempos dedicados de intensa comunhão com Deus sejam vitais para a nossa saúde espiritual, também nos é dito para “orarmos continuamente” (1 Tessalonicenses 5:17). Nossos corpos devem ser sacrifícios vivos (Romanos 12:1–2) e nossos corações cheios de “salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando e louvando de coração ao Senhor, dando graças constantemente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo” (Efésios 5:19-20). Nossos corações podem estar em um estado contínuo de adoração e oração, mesmo durante nossos dias. A. W. Tozer escreveu: “O objetivo de todo cristão deve ser viver em um estado de adoração ininterrupta”. Quando esse é o objetivo de nossas vidas, ajoelhar-se, curvar-se, prostrar-se e andar na rua são todas posturas de oração e adoração que agradam a Deus.

English



Voltar à página principal em português

O que a Bíblia diz sobre curvar-se ou ajoelhar-se em oração?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries