settings icon
share icon
Pergunta

O que é falsa culpa e como posso evitá-la?

Resposta


A Escritura é clara que toda a humanidade é culpada diante de um Deus santo. Romanos 3 nos ensina que não há pessoa que seja justa e que diante de uma lei perfeita, todas as bocas estão fechadas e o mundo inteiro está sob julgamento (versículo 19). Além disso, João nos diz que, se tentarmos dizer que não somos culpados de pecado, não apenas mentimos, mas também fazemos de Deus um mentiroso. A culpa em si não é uma coisa ruim; é um fato da nossa existência caída.

No entanto, quando se trata de sentir-se culpado, devemos distinguir entre culpa falsa e culpa verdadeira. É normal ter sentimentos de culpa quando fazemos algo errado – essa é a verdadeira culpa. Mas também é possível ser inocente de algo e se sentir culpado por isso – isso é falsa culpa.

A principal diferença entre a culpa falsa e a culpa verdadeira são suas respectivas origens. A falsa culpa tem pelo menos dois pontos de origem possíveis: nós mesmos e o diabo. Um dos nomes do diabo nas Escrituras é “o acusador” (Apocalipse 12:10). É um nome apropriado, pois ele pode e nos acusa em nossas próprias mentes e consciências. Satanás trará à mente nossos pecados mais horríveis e fará com que nos concentremos neles e não no perdão de Deus.

Outra possível fonte de falsa culpa é a nossa própria consciência. A Bíblia fala de uma “consciência falsa” e a define como uma crença equivocada de que algo inocente é realmente pecaminoso (veja 1 Coríntios 8:7-13). Uma consciência fraca, então, é basicamente uma consciência desinformada. Uma pessoa que não apreende a liberdade que tem em Cristo pode considerar pecaminosas coisas que não são pecaminosas, e sua consciência “fraca” pode facilmente produzir falsa culpa.

Há também aqueles que se convencem de que estão de alguma forma em “liberdade condicional” permanente diante de Deus. Eles pensam que, se forem bons o suficiente - se continuamente se apresentarem em um padrão elevado - ganharão a aceitação relutante de Deus. É um poço fácil de cair dentro. Isso pode acontecer quando estamos mais conscientes do nosso pecado do que da graça de Deus.

A verdadeira culpa, por outro lado, se origina com o Espírito Santo. Há dois lugares nas Escrituras onde isso é muito claro. Hebreus 12 discute a “correção” ou “disciplina” do Senhor. A verdadeira culpa que um crente sente por seu pecado pode ser a disciplina de Deus sobre um filho que Ele ama. Seu amor não nos permitirá pecar habitualmente, então Ele traz convicção. Então, em 2 Coríntios capítulo 7, Paulo escreve sobre uma carta que tinha enviado anteriormente e que aparentemente causara grande angústia. No versículo 8, ele diz: “Porquanto, ainda que vos tenha contristado com a carta, não me arrependo”. Paulo reconheceu que sua carta causou “entristecimento” à igreja, mas ele identifica os sentimentos da igreja como verdadeira culpa. Eles se sentiam culpados porque eram, de fato, culpados.

A cura para a verdadeira culpa não é apenas um compromisso de “fazer melhor”. Como C. J. Mahaney diz em seu pequeno livro, A Vida Centrada na Cruz, “é impossível resolver os problemas de ontem fazendo melhor amanhã”. Não, livrar-se da verdadeira culpa requer tristeza segundo Deus que leva ao arrependimento (2 Coríntios 7:10). Uma vez que alguém se arrependeu do pecado, o resultado é um regozijo na graça de Deus.

A culpa falsa pode resultar em depressão e paralisia espiritual. Alguém que sofre de falsa culpa pode sentir que Deus desistiu dele e se desespera de ser santificado. A falsa culpa tende a ser muito “centrada em mim”, em vez de centrada em Deus. A tendência é pensar que nunca seremos bons o suficiente e focar em nossas falhas.

A cura para a falsa culpa é o evangelho. Se você é cristão, comece confessando qualquer pecado conhecido. A promessa de Deus em 1 João 1:9 é para os crentes: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.” Lembre-se de que, uma vez que um pecado é perdoado, é perdoado para sempre. Deus separa nosso pecado de nós “quanto dista o Oriente do Ocidente” (Salmo 103:12).

Além disso, concentre-se na graça de Deus. A graça de Deus é gratuita, é baseada na obra de Cristo em seu favor e é maior que o seu pecado (Romanos 5:20). Medite em Romanos 8:1: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” Pregue o evangelho para si mesmo todos os dias, passando tempo em passagens como Romanos 3:19-26 (especialmente versículo 24), Salmo 103:8-13, Romanos 4:7-8, Efésios 1:3-11 e Romanos 5:6-11. Medite na cruz e em tudo que ela significa para você; nunca pense em seu pecado sem também se lembrar da cruz e da graça de Deus demonstrada nela.

English



Voltar à página principal em português

O que é falsa culpa e como posso evitá-la?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries