settings icon
share icon
Pergunta

É permitido a um cristão ter um parceiro de vida sem um casamento civil?

Resposta


Há várias coisas a serem consideradas nesta pergunta. Em primeiro lugar, vamos definir “cristão”. Muitas pessoas supõem que são cristãs simplesmente por não serem afiliadas a nenhuma outra religião. Elas vão à igreja e concordam com a maior parte do que a Bíblia diz. No entanto, a Bíblia define um cristão como um discípulo, ou seguidor, do Senhor Jesus Cristo (Atos 11:26). Um cristão é alguém que aceitou a morte, sepultamento e ressurreição do Senhor Jesus Cristo como pagamento por seu próprio pecado (João 1:12; Atos 16:31). Um discípulo de Cristo é alguém sobre quem Ele diz: "... a si mesmo se negue, dia a dia tome a sua cruz e siga-me" (Lucas 9:23). Portanto, tudo o que Jesus ordena, através da Sua Palavra, que alguém faça, um cristão procura fazer. Não nos tornamos cristãos fazendo coisas boas; mas, porque somos cristãos, queremos obedecer a Jesus em todas as coisas (Efésios 2:8-9; Tiago 2:26). Em João 15:14, Jesus disse: "Vós sois meus amigos, se fazeis o que eu vos mando."

Assim, um cristão faz escolhas de vida com base no que glorifica a Jesus (1 Coríntios 10:31). Melhor do que perguntar se uma situação é "permissível" é perguntar "Como isso honrará o meu Senhor?" Deus criou o casamento, e é a Sua definição que devemos usar como o nosso fundamento. Deus define o casamento como um relacionamento vitalício no qual um homem deixa seu pai e sua mãe e se une à sua esposa. Os dois se tornam “uma só carne”, e a união não deve ser dissolvida pela vontade humana (Gênesis 2:24; Marcos 10:7-9; Efésios 5:31). Malaquias 2:14 nos diz que uma razão pela qual Deus odeia o divórcio é que Ele está presente quando um casal faz os votos. Biblicamente, o casamento é a união de um homem e uma mulher em uma aliança espiritual e física por toda a vida. Essa união é motivo de comemoração e merece o nosso respeito.

Alguns casais hoje, principalmente entre os idosos, querem coabitar como casais "casados" sem serem legalmente casados. Muitas vezes isso é feito devido a algum benefício financeiro ou senso de simplicidade. Alguns desses casais passam por uma cerimônia religiosa em uma igreja e se consideram casados diante de Deus. No entanto, um casal que busca um "casamento espiritual" enquanto evita um casamento legal está procurando escapar das exigências da lei, e isso causa um novo conjunto de problemas para o cristão (Romanos 13:1-7). Se um casal de idosos acredita que seja a vontade de Deus que fiquem juntos, então devem se casar de acordo com as leis do país e confiar em Deus para as finanças.

Não há base bíblica para uma situação de convivência, mesmo quando os dois envolvidos pretendem ser monogâmicos por toda a vida. As intenções falham, e a falta de um compromisso real de casamento facilita a separação. Sem casamento, o relacionamento é sexualmente imoral e é condenado nas Escrituras (Gálatas 5:19; Efésios 5:3; 1 Tessalonicenses 4:2). O termo "parceiro de vida" tem um som provisório e uma história questionável. Isso sugere que o relacionamento não é legal ou moralmente sancionado e que pode não durar. Ele ignora a aliança que Deus criou o casamento para ser. Para um casal cristão, tal termo lançaria suspeitas imediatas sobre a sua reputação e, em última análise, sobre a reputação de Cristo. Qualquer casal cristão considerando uma “parceria de vida” deve se perguntar: “Como ignorar o casamento tradicional glorificará o Senhor Jesus?”

English



Voltar à página principal em português

É permitido a um cristão ter um parceiro de vida sem um casamento civil?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries