settings icon
share icon
Pergunta

Como deve um cristão ver os esportes/atletismo?

Resposta


O esporte é uma grande parte da vida de muitas pessoas, seja assistindo a eventos esportivos, levando seus filhos a treinos ou participando diretamente de esportes.

Esportes e competições atléticas são populares desde os tempos antigos. A Bíblia extrai várias analogias sobre a vida cristã do mundo dos esportes: 1 Coríntios 9:26 contém uma referência ao Boxe Sombra; o autor de Hebreus compara a vida cristã a uma corrida (Hebreus 12:1); e Paulo nos adverte: “Corram de tal maneira que ganhem o prêmio” (1 Coríntios 9:24).

Dado o uso positivo da Bíblia de analogias relacionadas a esportes, não pode haver nada inerentemente errado em assistir ou participar de eventos esportivos. Seguir o time de futebol favorito, jogar algumas partidas de golfe, assistir a uma partida de vôlei ou se inscrever no softball comunitário é algo que os cristãos podem fazer e curtir. Atletas e treinadores cristãos muitas vezes têm a oportunidade de usar sua proeminência nos esportes como uma plataforma para o avanço do evangelho.

Os cristãos que praticam esportes podem atestar os muitos benefícios que tal envolvimento pode proporcionar, incluindo a redução do estresse; controle de peso; camaradagem; e o desenvolvimento de habilidades de responsabilidade, liderança e comunicação, estabelecimento de metas e resolução de problemas. A resistência e a perseverança exigidas na competição atlética podem ser valiosas na construção e fortalecimento do caráter.

Um dos maiores benefícios de competir nos esportes é o desenvolvimento do autocontrole: “Todo atleta em tudo se domina; aqueles, para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, a incorruptível” (1 Coríntios 9:25). No cadinho da ação competitiva, a presença de autocontrole — ou a falta dele — torna-se óbvia para todos os observadores. Alguns atletas (e fãs) lidam com as adversidades relacionadas ao jogo com graça e equilíbrio; outros derretem em uma birra adulta. O problema não é o esporte; é o caráter interior do atleta ou torcedor. De muitas maneiras, um evento esportivo oferece uma ocasião para testar o caráter de vencedores e perdedores. Atletas, treinadores e torcedores cristãos devem ser cheios do Espírito Santo e mostrar o fruto do Espírito, não importa onde estejam, seja na quadra, no campo ou no vestiário.

Como em todas as áreas da vida, devemos ter equilíbrio em relação ao nosso envolvimento no esporte. Devemos estabelecer prioridades. É fácil para um fã de esportes exagerar, comprometendo muito tempo, dinheiro e outros recursos no que deveria ser uma diversão. É fácil para um atleta que deseja ter sucesso dedicar uma quantidade excessiva de tempo e energia ao treinamento, negligenciando a família, os amigos ou a sua caminhada com Deus. A Bíblia nos ajuda a esclarecer as nossas prioridades: “Pois o exercício físico tem algum valor, mas a piedade tem valor para tudo, porque tem a promessa da vida que agora é e da que há de vir” (1 Timóteo 4:8).

O esporte é bom e benéfico quando mantido em perspectiva. Nunca se deve permitir que os esportes interrompam o tempo com Deus ou se tornem mais importantes do que buscar o reino e a justiça de Deus (Mateus 6:33). Os ídolos não devem fazer parte da vida cristã (1 João 5:21). E em tudo o que fazemos, dentro ou fora do campo, devemos fazer tudo para a glória de Deus (1 Coríntios 10:31).

English



Voltar à página principal em português

Como deve um cristão ver os esportes/atletismo?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries