settings icon
share icon
Pergunta

Quando deve um cristão tentar corrigir outro cristão?

Resposta


Este pode ser um assunto delicado. É sábio passar um tempo em oração primeiro, a fim de verificar nossa motivação e pedir orientação. Há momentos em que os cristãos são chamados a "conversar" ou tentar corrigir um companheiro cristão. Supondo que estamos falando sobre uma questão de pecado na vida de um crente, nosso motivo e intenção devem sempre ser trazer arrependimento e restauração ao irmão ou irmã errante em Cristo.

Primeiro, a nossa atitude é muito importante. "Pelo contrário, sejam bondosos e compassivos uns para com os outros, perdoando uns aos outros, como também Deus, em Cristo, perdoou vocês" (Efésios 4:32). É então que somos mais capazes de "falar a verdade em amor" (Efésios 4:15). Em sua epístola aos Gálatas, Paulo fez uma advertência semelhante sobre a atitude: "Irmãos, se alguém for surpreendido em alguma falta, vocês, que são espirituais, restaurem essa pessoa com espírito de brandura. E que cada um tenha cuidado para que não seja também tentado" (Gálatas 6:1). Aqui vemos que aqueles que são "espirituais", ou seja, andando no Espírito em fé e obediência, devem gentilmente restaurar aquele que está em pecado, estando sempre cientes de quão facilmente todos podemos ser tentados por Satanás, o qual quer enredar todos em suas armadilhas.

A Bíblia prescreve o procedimento para confrontar um irmão ou irmã pecador em uma extensa passagem sobre disciplina na igreja: “Se o seu irmão pecar contra você, vá e repreenda-o em particular. Se ele ouvir, você ganhou o seu irmão. Mas, se não ouvir, leve ainda com você uma ou duas pessoas, para que, pelo depoimento de duas ou três testemunhas, toda questão seja decidida. E, se ele se recusar a ouvir essas pessoas, exponha o assunto à igreja; e, se ele se recusar a ouvir também a igreja, considere-o como gentio e publicano” (Mateus 18:15-17). Novamente, este é o procedimento para confrontar um irmão pecador, não alguém cujo comportamento você acha que precisa ser modificado de alguma forma ou alguém que meramente o irrita ou incomoda.

Em uma inclinação diferente, uma das escrituras mais citadas é "Não julguem, para que vocês não sejam julgados" (Mateus 7:1). Tirado do contexto, o versículo tem sido usado para justificar incorretamente nunca tomar uma posição sobre qualquer coisa que exija um julgamento a ser feito. Em vez disso, o versículo está se referindo a tipos de julgamento hipócritas, farisaicos e injustos, especialmente quando o confrontador é culpado do mesmo pecado que aquele sendo confrontado.

Então, quando os cristãos devem conversar ou tentar corrigir um companheiro cristão? Quando tivermos falado com o Senhor primeiro, e estivermos apresentando uma atitude de submissão e preocupação com a outra pessoa, ao mesmo tempo nos comprometendo a seguir os procedimentos descritos em Sua Palavra para tal situação.

English



Voltar à página principal em português

Quando deve um cristão tentar corrigir outro cristão?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries