settings icon
share icon
Pergunta

Por que é importante ter convicções pessoais?

Resposta


Uma pessoa com convicções pessoais está convencida de que algo é verdadeiro e permanece erguida em seu princípio, independentemente da situação e das consequências. As convicções pessoais revelam muito sobre quem é uma pessoa.

Ter convicções pessoais é importante para evitar que sejamos influenciados pelas opiniões dos outros ou que automaticamente lhes obedeçamos. Alguém sem convicções pessoais será insosso, indeciso e facilmente desencaminhado. Quando a multidão diz: “Vamos todos desobedecer a Deus”, é preciso alguém com convicções pessoais para se levantar e dizer: “Não”. Sadraque, Mesaque e Abede-Nego tinham convicções pessoais contra a adoração de falsos deuses, e se mantiveram firmes contra a maré babilônica, permanecendo firmes mesmo diante da ira do rei (Daniel 3).

Todo mundo tem opiniões e preferências, mas uma pessoa com convicção não forma suas ideias com base em desejos egoístas ou para ganho egoísta. Uma pessoa com convicções pessoais pensou nas questões e vive com propósito. Essas pessoas têm certeza do que acreditam e estão convencidas das coisas que mais importam. O apóstolo Paulo ansiava por um tempo em que os crentes alcançariam a maturidade espiritual: “…para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro” (Efésios 4:14). Parte da maturidade é ter convicção pessoal suficiente para reconhecer e resistir aos falsos ensinamentos da época.

Convicções pessoais devem ser formadas usando a Bíblia como padrão. O que a Bíblia promove, devemos ter uma convicção pessoal a favor. O que a Bíblia proíbe, devemos ter uma convicção pessoal contra. Desta forma, a Palavra de Deus informa a nossa consciência e é uma luz para o nosso caminho (Salmo 119:105). As convicções pessoais nunca devem ser baseadas apenas no que “sentimos” sobre um assunto: “O que confia no seu próprio coração é insensato, mas o que anda em sabedoria será salvo” (Provérbios 28:26).

É claro que a Bíblia não trata diretamente de todas as situações. Formar convicções pessoais sobre questões não especificadas nas Escrituras exige que busquemos os princípios orientadores na Palavra (2 Timóteo 3:16-17; Tiago 1:5). A Bíblia não menciona o aborto em si, mas fala claramente sobre assuntos como o assassinato e a proteção de inocentes. Quando estudamos e nos submetemos à Palavra de Deus, aprendemos o que Deus diz que é certo ou errado (Hebreus 5:14). À medida que amadurecemos em sabedoria e julgamento, nossas convicções pessoais se alinharão com as coisas que são excelentes para Deus (Filipenses 1:9–11; Romanos 12:1–2).

Como estamos lidando com convicções pessoais, há algumas questões sobre as quais diferentes crentes podem ter convicções diferentes. Nem todas as questões são pretas ou brancas, e nem todas as questões podem ser rastreadas até uma diretriz bíblica. Nesses casos, devemos deixar a lei do amor governar. Paulo nos diz para não “discutir opiniões” (Romanos 14:1), como comer certos alimentos ou manter um dia mais sagrado do que outros dias. Devemos ter convicções pessoais: “Cada um tenha opinião bem-definida em sua própria mente” (versículo 5), mas também devem deixar espaço para as convicções dos outros: “Quem és tu que julgas o servo alheio? Para o seu próprio senhor está em pé ou cai… Quem distingue entre dia e dia para o Senhor o faz; e quem come para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e quem não come para o Senhor não come e dá graças a Deus” (versículos 4 e 6).

Convicções pessoais são importantes porque nos ajudam a permanecer firmes quando este mundo é incerto e mutável. Precisamos de mais homens e mulheres com um “centro moral” em meio ao caos moral que nos cerca. As convicções pessoais nos mantêm focados e nos lembram do que mais importa. Elas nos ajudam a suportar a tentação sem qualquer transigência. Elas refinam e provam a nossa fé.

English



Voltar à página principal em português

Por que é importante ter convicções pessoais?
Assine a

Pergunta da Semana

Comparte esta página: Facebook icon Twitter icon Pinterest icon Email icon
© Copyright Got Questions Ministries