É necessário fazer uma confissão pública para obter a salvação (Romanos 10:9-10)?



 

Pergunta: "É necessário fazer uma confissão pública para obter a salvação (Romanos 10:9-10)?"

Resposta:
Romanos 10:9-10 é usado por muitos cristãos bem-intencionados em um esforço para levar alguém à fé em Cristo. "Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação."

Esta passagem não deve ser entendida no sentido de que somos salvos por meio de uma profissão audível de fé. Sabemos que a salvação é pela graça mediante o dom da fé (Efésios 2:8-9), e não pelas palavras que falamos. Portanto, como com toda a Escritura, o contexto é de fundamental importância se quisermos compreender corretamente Romanos 10.

Na época em que foi escrito o livro de Romanos, aceitar Cristo e confessá-lo como Senhor tipicamente resultava em perseguição e, finalmente, na morte do novo cristão. Naquela época, seguir a Cristo e confessá-lo como Senhor, sabendo que a perseguição era certa, era uma indicação da verdadeira salvação e da obra do Espírito Santo. Profissões exteriores de fé são raras quando a vida está em jogo, e principalmente na igreja primitiva. A frase "você será salvo," não se destina a revelar uma condição para a salvação pela confissão pública de um credo, mas sim um fato concreto de que ninguém enfrentando a morte iria confessar Cristo como Senhor, a menos que fosse verdadeiramente salvo.

Em Romanos 10:10, lemos: "Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação." O original grego carrega a ideia de "confirmar" com a boca o que aconteceu no coração e ser grato por isso.

Romanos 10:13 diz: "Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo." O versículo 14, no entanto, indica que invocar o Senhor é o privilégio dos que já são resgatados: "Como, porém, invocarão aquele em quem não creram?" Além disso, o versículo 12 diz: "Pois não há distinção entre judeu e grego, uma vez que o mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam." Claramente, a frase "rico para com todos os que o invocam" não pode estar falando da salvação, já que aqueles que "invocam" já "creem", de acordo com o versículo 14.

Para concluir, Romanos 10: 9-10 não está estabelecendo a confissão pública como um pré-requisito para a salvação. Pelo contrário, ele está afirmando que, quando alguém confiou em Cristo e posteriormente o confessou como Senhor, sabendo que a perseguição certamente viria, esse indivíduo deu provas de uma salvação genuína. Aqueles que são salvos confessarão Cristo como Senhor porque Ele já tem incutido fé em seus corações. Tal como acontece com o batismo e todas as boas obras, a confissão pública não é o meio de salvação; é a evidência da salvação.


Voltar à página principal em português

É necessário fazer uma confissão pública para obter a salvação (Romanos 10:9-10)?