Como era Jesus como pessoa?


Pergunta: "Como era Jesus como pessoa?"

Resposta:
Embora em Jesus "não havia nenhuma beleza que nos agradasse..." (Isaías 53:2), foi a Sua personalidade que atraiu os homens a Ele. Cristo foi um homem de grande caráter.

Jesus tinha uma natureza COMPASSIVA. Ele teve compaixão das multidões "porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor" (Mateus 9:36). Por causa de Sua compaixão por essas pessoas, Cristo curou suas doenças (Mateus 14:14; 20:34) e, por causa da fome que as afligia, criou compassivamente comida suficiente para alimentar grandes multidões em pelo menos duas ocasiões (Mateus 14:13–21; 15:29–39).

Jesus era SÉRIO e FOCADO. Ele tinha uma missão na vida e nunca Se desviou dela, sabendo o seu peso e quão curto era o tempo. Sua atitude era a de um SERVO. Ele "não veio para ser servido, mas para servir" (Marcos 10:45). GENTILEZA e ALTRUÍSMO caracterizaram Sua personalidade.

Jesus era SUBMISSO à vontade de Seu pai quando veio à terra e posteriormente foi à cruz. Ele sabia que morrer na cruz era o único pagamento que Seu Pai poderia aceitar por nossa salvação. Ele orou na noite em que foi traído por Judas: "Meu Pai, se é possível, que passe de mim este cálice! Contudo, não seja como eu quero, e sim como tu queres" (Mateus 26:39). Ele era um filho submisso a Maria e José. Ele cresceu em uma casa normal (pecaminosa), mas Jesus "era submisso" a seus pais (Lucas 2:51). Ele foi OBEDIENTE à vontade do Pai. Cristo "aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu" (Hebreus 5:8). "Porque não temos sumo sacerdote que não possa se compadecer das nossas fraquezas; pelo contrário, ele foi tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado" (Hebreus 4:15).

Jesus tinha um coração de MISERICÓRDIA e PERDÃO. Na cruz, Ele orou: "Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem" (Lucas 23:34). Jesus era AMOROSO em Seus relacionamentos. Por exemplo, João 11:5 diz: "Ora, Jesus amava Marta e a irmã dela, e também Lázaro" (João 11:5). João se referiu a si mesmo como o discípulo "a quem Jesus amava" (João 13:23).

Jesus tinha uma reputação de ser BOM e CUIDADOSO. Ele curou com frequência para que as pessoas soubessem quem era. Verdadeiramente, Ele provou ser o Filho do Deus vivo por todos os milagres que fez, mostrando o tempo todo cuidado pelas aflições daqueles que O cercavam.

Jesus era HONESTO e VERDADEIRO. Ele nunca violou a Sua própria palavra. Ele falou a verdade onde quer que fosse. Ele viveu uma vida que poderíamos seguir explicitamente. Jesus disse: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida" (João 14:6). Ao mesmo tempo, Ele era PACÍFICO. Cristo não argumentava para Se defender nem tentou forçar a Sua entrada no coração das pessoas.

Jesus era ÍNTIMO com Seus seguidores. Cristo passou tempo de qualidade e quantidade com eles. Ele desejava a sua companhia, ensinando-os e ajudando-os a se concentrarem no que era eterno. Ele também era íntimo com o Seu Pai celestial. Cristo orava, ouvia e obedecia regularmente ao Pai, assim como Se importava com a reputação de Deus. Quando Jesus viu os cambistas que estavam se aproveitando dos adoradores, Ele os expulsou. Jesus disse: "Está escrito: 'A minha casa será Casa de Oração.' Mas vocês fizeram dela um covil de salteadores" (Lucas 19:46). Jesus era um líder FORTE mas MANSO. Aonde quer que fosse (até o inevitável declínio), o povo O seguia, ansioso por ouvir Seus ensinamentos. As pessoas ficaram maravilhadas com a AUTORIDADE com a qual Jesus falava (Marcos 1:27–28; Mateus 7:28–29).

Jesus era PACIENTE, conhecendo e compreendendo nossas fragilidades. Várias vezes nos Evangelhos, Jesus verbalizou Sua paciência diante de nossas provocações infiéis (Mateus 8:26; Marcos 9:19; João 14:9; cf. 2 Pedro 3:9).

Todos os crentes devem desejar imitar o caráter de Jesus através do poder do Espírito Santo. As coisas que atraíram as pessoas a Jesus devem ser as mesmas que atraem as pessoas para nós. Precisamos ler a Palavra de Deus (a Bíblia) para conhecer e entender quem é Deus e Sua vontade para nós. Devemos fazer tudo pela glória do Senhor (1 Coríntios 10:31), vivendo como sal e luz no mundo e apontando outros para a incrível verdade de Jesus e a salvação nEle (Mateus 5:13–16; 28:18–20).

Filipenses 2:1–11 é um resumo útil de como Jesus era e como devemos imitá-lO:

Portanto, se existe alguma exortação em Cristo, alguma consolação de amor, alguma comunhão do Espírito, se há profundo afeto e sentimento de compaixão, então completem a minha alegria, tendo o mesmo modo de pensar, tendo o mesmo amor e sendo unidos de alma e mente. Não façam nada por interesse pessoal ou vaidade, mas por humildade, cada um considerando os outros superiores a si mesmo, não tendo em vista somente os seus próprios interesses, mas também os dos outros. Tenham entre vocês o mesmo modo de pensar de Cristo Jesus,
que, mesmo existindo na forma de Deus,
não considerou o ser igual a Deus algo que deveria ser retido a qualquer custo.
Pelo contrário, ele se esvaziou,
assumindo a forma de servo, tornando-se semelhante aos seres humanos.
E, reconhecido em figura humana, ele se humilhou,
tornando-se obediente até a morte,
e morte de cruz.
Por isso também Deus o exaltou sobremaneira
e lhe deu o nome que está acima de todo nome,
para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho,
nos céus, na terra e debaixo da terra,
e toda língua confesse que Jesus Cristo é Senhor,
para glória de Deus Pai.

English


Voltar à página principal em português

Como era Jesus como pessoa?

Descubra como ...

receber a vida eterna



receber o perdão de Deus



Assine a pergunta da semana