Como pode o céu ser perfeito se nem todos os nossos entes queridos estarão lá?

Como pode o céu ser perfeito se nem todos os nossos entes queridos estarão lá?


Pergunta: "Como pode o céu ser perfeito se nem todos os nossos entes queridos estarão lá?"

Resposta:
A palavra perfeição carrega a ideia de inteireza e falta de nada. Se algo é perfeito, então está completo. Então, como pode o céu ser perfeito se algumas pessoas não estarão lá? Não seria melhor se todos os nossos entes queridos estivessem lá?

Deus é perfeito (Salmo 18:30). A morada de Deus é perfeita. O plano de salvação de Deus é perfeito. No plano de Deus (que é perfeito), Ele estende a justiça de Cristo a todos os que nEle confiam. O que acontece com aqueles que não confiam em Cristo? Eles estão rejeitando a perfeição, rejeitando a morada de Deus e rejeitando o próprio Deus. Como João 3:18 diz: “Quem nele crê não é julgado; o que não crê já está julgado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.” Forçar as pessoas a acreditar, ignorar os seus pecados, ou ignorar o próprio Cristo seria destruir a perfeição do céu.

Quando chegarmos ao céu, nossa perspectiva mudará. Nossa limitada perspectiva terrena será substituída por uma perspectiva santa e celestial. Falando sobre o estado eterno, Apocalipse 21:4 diz que Deus “lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor, porque as primeiras coisas passaram.” Sentir falta de nossos entes queridos presumivelmente cairia na categoria de luto ou pranto. Talvez não tenhamos nenhum conhecimento ou recordação deles. Talvez tenhamos chegado a entender como a ausência de nossos entes queridos glorifica a Deus. “Porque, agora, vemos como em espelho, obscuramente; então, veremos face a face. Agora, conheço em parte; então, conhecerei como também sou conhecido” (1 Coríntios 13:12). Enquanto isso, aceitamos pela fé que o que Deus diz sobre o céu é verdadeiro e que experimentaremos a perfeição por toda a eternidade.

Para uma breve descrição da eternidade, veja Apocalipse 21—22. Tudo é feito novo; tudo é esplêndido, glorioso e abençoado. Isso vai nos incluir. Nossos corpos, almas e espíritos serão completamente abençoados. O pecado não será mais um fator e nossos pensamentos estarão de acordo com os de Deus (1 João 3:2). Deus tem um plano para consolar o Seu povo (Isaías 40:1), para aperfeiçoar os Seus remidos (Hebreus 10:14) e para prover a eles por toda a eternidade (Salmos 23:6).

Neste momento, nosso foco não deve estar em como podemos desfrutar do céu ou do estado eterno sem todos os nossos entes queridos; em vez disso, devemos nos concentrar em como podemos apontá-los para a fé em Cristo - para que estejam lá.

English
Voltar à página principal em português

Como pode o céu ser perfeito se nem todos os nossos entes queridos estarão lá?

Assine a pergunta da semana